Operação Carne Fraca causa queda de 19% na exportação de carnes

(Foto: Agência Brasil)
Redação: Correio 24h, com agências
Nesta segunda-feira (27), conforme informações divulgadas no site "G1", o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic) informou que o valor médio diário por dia útil das exportações de carnes pelo Brasil teve queda de 19%. O valor, que até a semana da Operação Carne Fraca era de U$ 62,2 milhões de dólares, reduziu para U$ 50,5 milhões na semana seguinte.
Ainda de acordo com o Ministério, na semana passada foram exportados U$ 42 milhões a menos em carnes. Antes de deflagrar a ação da PF, o Brasil exportou US$ 294,8 milhões, o que foi reduzido para US$ 252,7 milhões na semana passada.
Carne Fraca afeta meta de expansão do Brasil no mercado mundial, diz Blairo Maggi
A reação dos mercados consumidores internacionais às revelações da operação Carne Fraca, da Polícia Federal, vai afetar o trabalho de aumento da participação do Brasil no mercado internacional de alimentos, disse o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, em reunião do Conselho de Agronegócio da Confederação Nacional da Indústria (CNI). A informação foi divulgada na tarde desta segunda-feira (27) pela assessoria de imprensa do ministério.
De acordo com a pasta, o ministro informou aos conselheiros da CNI que o objetivo era elevar a fatia brasileira no mercado de alimentos dos atuais 7% para 10%. No entanto, o trabalho foi prejudicado pela operação. "O fato de conseguirmos manter o mercado aberto não significa que teremos o mesmo volume de vendas", comentou o ministro. Ele acrescentou que, sem um trabalho intenso, o risco é perder mercado.
(Foto: Agêncial Brasil/EBC)
O ministro esclareceu que a China e a União Europeia permanecem com muitas dúvidas sobre os controles sanitários brasileiros. Essas perguntas têm sido respondidas pelo ministério, informou Maggi. A China, que havia suspendido o desembaraço das cargas de carne brasileira, retomou as importações hoje. A União Europeia mantém restrição à compra de produtos dos 21 frigoríficos investigados. Desde o início da crise, o governo suspendeu a emissão de licenças de exportação para esses estabelecimentos.

Na reunião da CNI, o ministro disse que governo e associações do setor de carne terão de viajar para os principais mercados, para reafirmar a qualidade dos produtos brasileiros.
Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO