Dia do sexo: homens e mulheres preferem transar quando há amor; dicas para a data



Fonte: Jornal Extra

Amor e sexo são palavras que podem deitar juntas na cama — ou não. Apesar de acharem uma transa casual algo normal durante a paquera, homens (40%) e mulheres (54%) concordam que sexo com amor é muito melhor. Os números são de um levantamento feito pelo Match Group LatAm, administrador de sites de relacionamento como “ParPerfeito” e “Divino Amor”.
— O sexo pelo sexo se torna algo mecânico, feito só para viver aquele momento que depois fica vazio. Se você busca um relacionamento real, a motivação (da transa) é bem diferente. Apesar das pessoas estarem vivenciando o sexo sem compromisso, a vontade real delas é viver o sexo com afeto. Até me surpreendi com a quantidade de pessoas afirmando que este seria o modelo ideal — comenta Marina Simas, consultora de relacionamento do Match Group LatAm.
Na hora de escolher com quem querem ter relações sexuais, os gêneros se opõem. Entre os homens (48%), ser alguém fisicamente atraente é o principal atributo. Já para as mulheres (37%), o interessante é transar com a pessoa com quem se tem um relacionamento. Para Marina, isto é resultado da educação sexual recebida pelas pessoas durante anos:
— Já mudamos muito, mas principalmente as pessoas com maior faixa etária ainda carregam esses padrões.
E se a primeira transa não foi lá muito boa, fique tranquilo: 53% das mulheres e 54% dos homens acreditam que o sexo pode melhorar conforme o casal for criando mais intimidade.
Brasileiros não estão satisfeitos com vida sexual
Outra pesquisa, feita pela Sexlog, uma rede social de sexo, revelou que 51% dos brasileiros não estão felizes com a situação entre quatro paredes. Para a sexóloga Lelah Monteiro, o maior problema é a falta de conexão dos casais:
— Muita gente reclama que o relacionamento caiu na rotina, que faltam paixão, fogo aceso e aquele algo novo. Então fica uma vida meio “chocha”, sem graça.
O público do levantamento apontou duas saídas para isso: um terço dos brasileiros acha que a vida sexual pode melhorar com um(a) novo(a) parceiro(a) sexual, enquanto 40% acreditam que uma apimentada na relação já resolve.

— Quando se começa uma nova paixão, a pessoa se mostra melhor, ocorre aquele jogo de conquista. Muitos não tentam apimentar a relação porque é mais fácil ficar no comodismo. Quando você está num relacionamento, rola aquele medo de “o que o outro vai pensar se eu tentar apimentar a relação?”. Ainda existe muito falso moralismo — avalia Lelah.


Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO