Presidente da Câmara de Jaguarari pode ser afastado por esquema de contratação de funcionário fantasma


Fonte: Jaguarari News
Foi protocolada mais uma Denúncia gravíssima, que pode levar a perda do mandato do vereador, o Senhor presidente MÁRCIO JOSÉ GOMES DE ARAÚJO, na Câmara de Vereadores de Jaguarari-Ba. Contratação de funcionário fantasma, com pagamento de salários que chegam a quase R$ 2.000,00 (DOIS MIL REAIS).
Segundo a denúncia protocolada pelo advogado REGES GONÇALVES COSTA PINTO, o presidente da Câmara de Jaguarari, implantou um esquema de contratação de funcionário fantasma na Câmara de vereadores, através de nomeação de pessoa que nunca trabalhou na mesma, e que na verdade, reside no município de Riachão do Jacuípe, muito distante de Jaguarari, nunca tendo exercido um só dia de trabalho em favor da edilidade, conforme é de conhecimento geral de todos os servidores da casa, bem como dos próprios vereadores.
O fato é que o Senhor Presidente MÁRCIO GOMES DE ARAÚJO, nomeou desde fevereiro de 2017, na câmara de vereadores de Jaguarari, via cargo comissionado, na espécie assessora legislativo, a SRª. FLAVIA DOS REIS SILVA, a qual reside e trabalha de carteira assinada na cidade de Riachão do Jacuípe, e que tem vinculo empregatício, como vendedora da loja vivo de Riachão do Jacuípe, cuja firma é “D. DA SILVA OLIVEIRA-ME, tudo isto devidamente provado na denúncia, via contrato de trabalho e demais documentos que provam que a senhora FLAVIA DOS REIS SILVA, nunca foi servidora da câmara de vereadores de Jaguarari, até porque nem os próprios vereadores a conhecem, bem como os demais servidores da casa.
Chama atenção na denúncia, o valor pago a servidora fantasma, quase R$ 2.000,00 (dois mil reais), que além de não trabalhar ainda tinha gratificação dada pelo presidente de R$ 770,00 (setecentos e setenta reais), verdadeiro absurdo, que causa perplexidade não só nos servidores da casa e vereadores, mais em toda sociedade jaguarariense.
E a denúncia não para por ai, informa ainda, o que certamente estarrecerá os edis, a quem cabe a votação do recebimento da denuncia, o fato que após a servidora fantasma ser demitida da loja vivo de Riachão do Jacuipe, isso já no mês de Julho de 2017, o senhor Presidente MÁRCIO JOSÉ GOMES DE ARAÚJO, Também a exonerou, pouco tempo após, e nomeou no seu lugar, outra funcionaria fantasma, de nome JACIRA DOS REIS SOUZA, pagando a mesma, os mesmos quase 2.000,00 (dois mil reais) sendo 770,00 (setecentos e setenta reais) de gratificação, numa lógica impensável, de não trabalhar e receber. Todos esses fatos o denunciante, num trabalho investigativo, juntou documentos, provas robustas, cabais de todo o esquema, inclusive informações do SIGA (Sistema Integrado de Gestão e Auditoria) do tribunal de contas dos municípios, cabendo agora aos vereadores investigar como esse dinheiro que ia pro bolso da funcionaria fantasma, em Riachão do Jacuipe, retornava para Jaguarari? E para o bolso de quem? O teor da denúncia, é claro e objetivo, com provas da saída do dinheiro, da existência da nomeação, resta descobrir o percurso do dinheiro e o seu retorno para o bolso de quem chegou.
O presidente da Câmara de vereadores de Jaguarari, já é alvo de outra investigação do Ministério Público, onde fora denunciado junto com um blogueiro, num áudio revelador, que afirma pela existência de pagamento por fora de empresa para favorecimento de terceiro, e também contratação de empresa fantasma, agora toda documentação da denúncia aponta para o esquema com pessoa física também, desta vez, com gravidade maior, já que sequer os nomeados trabalham e moram na cidade de Jaguarari-Ba e pior, trabalham de carteira assinada em outros municípios, muito distante de Jaguarari, além de que nenhum servidor os conhecem, a situação é gravíssima podendo o presidente senhor MÁRCIO GOMES DE ARAÚJO, ser afastado da presidência e perder o mandato de vereador, nos próximos dias, já que o denunciante, tal como na denuncia anterior, juntou todo o material probatório das suas alegações, com provas cabais da ocorrência dos ilícitos afirmados.
Em anexo segue o teor completo da denúncia da existência de funcionário fantasma na Câmara de vereadores de Jaguarari.


Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO