Quer virar o jogo e mudar de carreira em 2018? Confira dicas

Foto: iStock

Fonte: Metrópoles
Diante da crise e novos cenários, muitos devem entrar 2018 em dúvida sobre a carreira. Se é o seu caso, preste atenção nas dicas abaixo. Qualquer que seja a razão da insatisfação profissional é necessário avaliar bem o que fazer para atingir a mudança desejada.
“Não vivemos mais uma época em que o trabalho tem que ser algo penoso. Diferentemente da geração X, cujo perfil de profissionais que consideravam mais importante a estabilidade financeira para a  Millennial, de jovens entre 20 e 30 anos, satisfação profissional e novas experiências é o que importa”, diz Renata Motone, coordenadora de Recursos Humanos da Luandre, consultoria de RH com quase 50 anos de atuação no mercado, que atende 200 das 500 maiores empresas do Brasil.
Renata avalia que a principal motivação para a troca de área é a possibilidade de mais sucesso e aprendizados em nova carreira. “Sempre digo que é possível mudar, mas o melhor é se preparar para não cair na alta estatística de desempregados do país”, afirma. Confira o passo a passo para que essa transição ocorra da forma mais tranquila, sem sobressaltos financeiros ou emocionais:
Pesquise
Há quem viva uma experiência reveladora e saiba exatamente para o que mudar. E também existem os que estão insatisfeitos, mas também perdidos. “Nestes casos, aconselhamos uma boa pesquisa. A pessoa sempre tem uma noção sobre suas preferências pessoais, o que torna mais fácil a busca. Um bom caminho é ir em palestras ou se matricular em workshops e cursos com profissionais da área em que pretende atuar”, diz Renata.
Faça uma transição gradual (se for possível)
Em diversos casos, é possível ir aos poucos se desligando da antiga profissão e dando os primeiros passos na nova. São diversos os exemplos. “Caso a pessoa queira investir em uma carreira artística que foi pouca explorada, ela pode fazer um curso de teatro à noite ou aos sábados e aos poucos começar a se apresentar. Essa flexibilidade vale para áreas como canto, artes plásticas, etc.”, ressalta a especialista.

Trabalhe seu networking
Rever sua rede de contatos e reestruturá-la de acordo com sua nova área de atuação é fundamental para quem pretende se estabelecer em um novo segmento profissional. O Linkedin é um ótimo aliado nesta tarefa, pois reúne em um mesmo lugar diversos profissionais, de várias empresas, permitindo que você apresente seu novo perfil e conecte-se com profissionais que tenham interesses em comum.
Seja humilde
Ser humilde não significa ser frágil e, sim, compreender que ao mudar de área, inevitavelmente, terá muito o que aprender. “Use isso a seu favor e aproveite para absorver tudo o que puder”, assinala Renata.
Seja realista

Uma virada na carreira não é algo simples, exige planejamento e condições favoráveis. Seja prudente e avalie o impacto da mudança em sua situação financeira e pessoal. “Mesmo que não tenha como investir numa mudança radical, não desista de seus objetivos, estabeleça metas, prazos e poupe o quanto puder”, aconselha a coordenadora da Luandre.
Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO