Ponto Novo: A greve geral não chegou por aqui

Foto: Donato Costa/Web Interativa

Redação: Donato Costa/Web Interativa
contatowebinterativa@gmail.com


Em todo país Centrais sindicais e vários movimentos se concentraram desde as primeiras horas da manhã desta segunda-feira, 19, em diversas partes do Brasil e de nossa região para protestarem, essas ações acontecem em protesto contra a Reforma da Previdência.

Na Bahia, foram confirmadas paralisação de professores, petroleiros, químicos, rodoviários, bancários, servidores públicos e metalúrgicos, entre outras categorias.

Na cidade de Ponto Novo não ocorreram manifestações de uma possível greve geral, apenas a ASSSEP e APLB-Sindicato que convocaram os professores e os mesmos atenderam não indo para salas de aulas. A categoria se reuniu na sua sede durante todo o dia, os outros sindicatos da cidade não se mobilizaram.

Professores se reuniram na sede da APLB Sindicato (Foto: Gislene Carneiro)
O projeto da reforma da Previdência, como foi apresentado, demandaria do trabalhador o mínimo de 25 anos de contribuição para acessar a aposentadoria por idade. A aposentadoria por tempo de contribuição, ao seu turno, demandaria 40 anos de contribuição, além da idade mínima de 65 anos para ambos os sexos. Na prática, muitos trabalhadores efetivamente contribuirão por um longo período sem que tenham qualquer retorno quando tiverem a sua capacidade de trabalho reduzida por conta da idade.

Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO