'Playboy' não será mais vendida nas bancas depois de 42 anos

Juju Salimeni foi capa da edição de primavera da revista “Playboy”
Foto: André Schiliró/ divulgação


Agência O Globo

O coelhinho está de luto. A revista “Playboy”, que vinha dando seus últimos suspiros, com edições a cada três meses, deixará de circular. A publicação não será mais vendida em banca.
“A PBB Editora Ltda informa que reduzirá a publicação da edição imprensa a um exemplar de colecionador por ano — que será on demand, ou seja, números limitados impressos por encomenda. Assim sendo, a edição de Verão, lançada no final de 2017, põe fim a era da revista na banca e abre espaço para empenharmos nosso trabalho em outras frentes”, diz o comunicado da editora responsável pelas últimas edições desde que a abril tirou a marca do seu catálogo.
Foram 42 anos de história da revista no Brasil. Em 2017, já com edições de três em três meses, a "Playboy" trouxe a nudez de Juju Salimeni e Letícia Datena.

Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO