Despedida do México para Copa do Mundo acaba em escândalo


Bahia.ba

Faltando 9 dias para a Copa do Mundo, a seleção do México preparou uma festa daquelas para se despedir do País e seguir rumo ao mundial. A comemoração, no entanto, terminou em um grande escândalo.

De acordo com a revista local TVNotas, oito jogadores participaram da festa, que contou com a presença de 30 prostitutas, álcool, música e “tragos”.
A publicação afirma que a comemoração dos jogadores aconteceu no último sábado e durou 24h, atencedendo a viagem da seleção à Dinamarca, onde irá fazer seu último amistoso preparativo antes do Mundial.

Entre os participantes, estavam o goleiro Ochoa, o zagueiro Carlos Salcedo, os meias Héctor Herrera, Jesús Gallardo, Marco Fabián, Jonathan e Giovani Dos Santos, além do atacante Raúl Jiménez. “Chegaram às 22h30 e ali ficaram muito bem acompanhados, com música, tragos, jogos e mulheres. Tinham a noite livre, sem suas namoradas e esposas”, relatou uma fonte anônima à revista.

A festa teria acontecido durante a folga dos jogadores. No domingo, por volta das 19h todos os convocados estavam reunidos no Centro de Alto Rendimento das seleções mexicanas. Nenhum jogador envolvido na festa comentou o caso.
Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO