Ponto Novo: Agora tem água, mas falta dinheiro


Levi Vasconcelos, Bahia.ba
A Bahia, na vastidão dos seus quase 565 mil quilômetros quadrados, do tamanho da França, tem lá suas contradições climáticas. Enquanto no Sudoeste a seca castiga, no resto água abundante. Ponto Novo, região de Jacobina, que na seca matou o projeto e a empresa Sítio do Barreiras, desempregando mais de mil pessoas e aniquilou os pequenos produtores, agora vive um tempo de água farta.
A área do Sítio do Barreiras o governo pretende relicitar, o prefeito Tiago Venâncio (MDB), diz que o desafio é reabilitar a irrigação dos pequenos, o problema é que a conta da energia é salgada. Custa R$ 3 milhões por ano.
Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO