Cadela minúscula já foi clonada 49 vezes

Foto: Reprodução


Fernando Moreira, da Agência O Globo

A menor cadela do mundo detém um outro recorde: o cão mais clonado do planeta. Nada menos que 49 vezes. E outras clonagens deverão vir por aí!
Cientistas criaram cães genticamente idênticos a Milly na tentativa de entender por que a Chihuahua é tão minúscula. Ao nascer, Milly, também conhecida como Miracle (Milagre), pesava menos de 28 gramas e cabia em uma colher de chá. Para os veterinários à época, a filhote não sobreviveria.


Foto: Reprodução

Mas Milly "cresceu". Muito graças à dedicação de Vanesa Semler, de 38 anos, com quem a cadela mora na Flórida (EUA) e vive da criação de cães dessa raça. Com menos de 10 centímetros de altura e pesando 450 gramas (o mesmo que uma maçã grande), Milly chegou aos 6 anos. Bem saudável. O processo de clonagem é o mesmo que o realizado com a famosa ovelha Dolly. Em agosto do ano passado, vieram os primeiros "Milly" clonados: Molly, Mally, Melly, Molly, Mumu, Mila, Mary, Mimi, Moni, Mini, Mela e Mulan. Todos eles vivem com Vanessa.

A americana, de acordo com reportagem do "Daily Mail", disse que os animais têm as mesmas características de comportamento da matriz, mas são ligeiramente maiores. Os recordes conferiram a Milly um status de celebridade. A cadela é sensação na internet, com centenas de milhares de seguidores em redes sociais. "Ela viaja pelo mundo participando de shows e outras coisas. Já esteve na China, na Tailândia, em várias partes", disse Vanessa.

"Nós a chamamos de diva porque, quando posava para fotos, ficou com fome e deu as costas para a câmera, começando a chorar", acrescentou a americana sobre a cadela, que só se alimenta de frango e salmão.

Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO