Descubra o que pode ser a causa daquela coceira chata na pele

Foto: Reprodução
Agência O Globo


Sabe aquela coceirinha chata, que às vezes nos tira do sério? Ela pode ser sintoma de uma doença de pele. Por isso, é preciso ficar atendo se a coceira ocorre há vários dias no mesmo lugar, por exemplo.

— Quando a pele fica irritada, ocorre uma liberação de histamina. A substância é responsável pela sensação de coceira. Quando nos coçamos, os receptores da pele que levam à sensação de coceira para o cérebro ficam hipersensíveis e acabam liberando ainda mais histamina. Assim, sentimos ainda mais coceira e vira círculo vicioso — explica a dermatologista Ana Carolina Sumam.

Sempre que a sensação de coceira aparecer, podemos até dar uma coçadinha, mas é sempre melhor tentar evitar, já que esfregar os dedos contra a pele em excesso pode provocar uma lesão ou até agravar alguma já existente.

— Ao romper a barreira cutânea, a pele fica mais exposta a agentes infecciosos, já que a nossa pele é colonizada por vários micro-organismos — alerta Ana Carolina.

Além das doenças de pele, é possível que as coceiras sejam também sintomas de outras enfermidades. Por isso, é importante se consultar com um dermatologista, caso o prurido seja frequente.

— Doenças como anemia, de tireoide, renal, do sangue e até diabetes podem provocar coceira. Quando não descobrirmos nenhuma doença de pele, precisamos investigar outras causas. Por isso, é importante procurar um profissional, pois o médico vai conversar com o paciente para dar o diagnóstico — afirma Egon Daxbacher, presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia Regional Rio de Janeiro.

No inverno, a pele tem mais chance de ficar ressecada por causa dos banhos quentes e demorados. Mudar de hábito pode diminuir a incidência de coceira.

— Uma pele bem cuidada corre menos risco de sofrer com várias doenças. Nesta época do frio, é importante hidratá-la mais — indica Egon.

Possíveis causas

Ressecamento da pele (xerose)

O ressecamento da pele pode ser encontrado em qualquer parte do corpo, principalmente nas pernas, braços e mãos. Para evitar a xerose é preciso alguns cuidados, como tomar banhos mornos, sem esponjas e com pouco sabonete, usar filtros solares, utilizar hidratantes, evitar a exposição solar prolongada e usar luvas apropriadas durante a manipulação de produtos químicos

Dermatite Atópica

É um dos tipos mais comuns de alergia da pele. Esta doença é genética, crônica e não contagiosa e se caracteriza por pele seca e coceira intensa. Geralmente ocorre em pessoas com história pessoal ou familiar de asma, rinite ou mesmo eczema atópico. Provoca lesões avermelhadas, descamativas, escoriadas e, muitas vezes, com crostas principalmente nas dobras do cotovelo, atrás dos joelhos e pescoço.

Sarna (Escabiose)

É uma parasitose humana causada pelo ácaro Sarcoptes Scabiei. O contágio se dá pelo contato entre humanos, por contato direto com pessoa ou roupas e outros objetos contaminados. O principal sintoma é a coceira ou prurido, que é sentido principalmente à noite. As lesões aparecem geralmente entre os dedos das mãos, nas axilas, nos punhos, na palma da mão, auréolas e genitais. O tratamento é individualizado para cada paciente.

Líquen Plano

Trata-se de uma doença inflamatória crônica que pode afetar as mucosas, a pele, as unhas e o cabelo, acometendo homens e principalmente mulheres de meia idade sendo raro em crianças. O ato de coçar pode desencadear lesões novas, por isso é preciso evitar se coçar. O ressecamento da pele e o stress podem ser fatores de piora da coceira.

Urticária

A urticária é uma irritação da pele caracterizada por placas avermelhadas e/ou vergões (marcas elevadas) que parecem picada de inseto que duram até 24hs, desaparecem e depois retornam em outras áreas, deixando a sensação de que estão se movimentando pelo corpo. A doença gera coceira intensa e pode surgir em tamanhos e locais variados. A urticária pode ser crônica ou aguda

Dermatite de Contato

A dermatite de contato é uma reação inflamatória na pele decorrente da exposição a um agente capaz de causar irritação ou alergia. Existem dois tipos de dermatite de contato: a irritativa, causada por substâncias ácidas ou alcalinas, como sabonetes; e a alérgica, que surge após repetidas exposições a um produto ou substância

Caspa (Dermatite Seborreica)

É uma inflamação na pele que causa descamação, vermelhidão, oleosidade e coceira em algumas áreas onde a pele é oleosa ou gordurosa, como couro cabeludo, sobrancelhas, pálpebras, vincos do nariz, lábios, atrás das orelhas e tórax. Trata-se de uma doença de caráter crônico, com períodos de melhora e piora dos sintomas. Não é contagiosa, nem causada por falta de higiene

Piolho (Pediculose)

Mais comum em crianças, é uma doença parasitária causada por insetos sugadores de sangue que vivem e se reproduzem na superfície da pele e dos pelos. É importante a família saber que as crianças não devem ir de cabelo molhado para a escola, porque a umidade e a aglomeração de indivíduos favorecem a infestação do piolho. O ideal é que os cabelos sejam lavados ao final do dia. As crianças de cabelos compridos devem ir à escola com os cabelos presos. É importante orientar os pequenos para não compartilharem objetos de uso pessoal como escovas de cabelo, pentes, arcos e bonés

Prurido Gravídico (na gravidez)

Durante a gravidez podem ocorrer dermatoses específicas da gestação que causam coceira intensa. Normalmente ocorre na primeira gravidez e no último trimestre. A mais frequente se manifesta com pápulas (lesões circulares com menos de 1cm de diâmetro) na barriga poupando a região ao redor do umbigo

Não deixe se consultar com um dermatologista, pois só um profissional é capaz de diagnosticar uma doença

Fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia

Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO