Geddel ameaçou fazer “escândalo” caso fosse retirado de presídio para ir a hospital

Foto: Varela Notícias


Redação: Varela Notícias

O ex-ministro Geddel Vieira Lima não quis atendimento médico em rede hospitalar externa ao presídio da Papuda, onde está desde setembro, depois da equipe da penitenciária perceber uma mudança em seu comportamento.

Em despacho divulgado por Andréia Sadi, a juíza Leila Cury, da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, informou que Geddel se recusou a ir para o hospital “e ainda ameaçou fazer escândalo caso o retirassem de lá”.

A juíza ainda citou um relatório psiquiátrico, do fim de junho, que aponta Geddel “um pouco irritado e impulsivo, o que é compatível com o período de mudança da medicação antidepressiva”.

Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO