Ambulância com placa de Itiúba é flagrada em motel de Salvador


Um funcionário da Prefeitura de Itiúba (a 380 km de Salvador), tem utilizado uma das três ambulâncias da prefeitura para fazer um serviço diferente em Salvador. Todas as segundas-feiras, o servidor usa o automóvel para ir a um motel localizado no bairro de Brotas, na capital. O flagrante é da equipe de reportagem do Aratu Online.

Nesta segunda-feira (24/9), segundo divulgou a publicação, o mal uso do veículo se repetiu. Depois de receber uma denúncia anônima na última semana, a equipe do site chegou ao local antes das 8h. A ambulância apareceu cerca de 20 minutos depois, por volta das 8h10. Sem pressa, o motorista, que está de camisa azul, desce com sua acompanhante, vestida com uma blusa na cor branca.
O motorista da ambulância entra no prédio primeiro. A ambulância fica estacionada na porta do estabelecimento, visível para qualquer pessoa que passa na Avenida Teixeira Barros. Pouco menos de quatro horas depois, o funcionário da Prefeitura de Itiúba e a mulher saem pela mesma porta e entram no carro sem nenhuma cerimônia.


HOTEL OU MOTEL?
O nome do estabelecimento frequentado pelo casal denunciado nessa reportagem será preservado. Na fachada, ele se vende como “hotel”. Nas redes sociais e nos quartos, porém, fica claro que se trata de um motel.Turismólogos consultados pelo Aratu Onlinedizem que a diferença entre ambos está, basicamente, na estrutura dos quartos e na rotatividade. No primeiro, os visitantes ficam poucas horas, enquanto, no outro, se hospedam. Nas redes sociais do estabelecimento, o conteúdo tem como foco peças com apelo sexual.

O nome na fachada pode ter uma explicação. Uma lei de Salvador, sancionada em 2010 pelo prefeito ACM Neto, exige uma norma aos motéis. “Todas as peças publicitárias de locais ou estabelecimento de motel, casa de massagem, eventos para adultos e similares, deverão obrigatoriamente conter a seguinte frase: ‘PROSTITUIÇÃO INFANTIL É CRIME’- inscrita em retângulo que ocupe no mínimo uma área correspondente a 5% da dimensão da publicidade”.

POSICIONAMENTO 
A secretária de Saúde de Itiúba, Reimi Yamazaki, tomou conhecimento do fato pela reportagem do Aratu Online. A gestora, depois da denúncia, disse que entrou em contato com o motorista. Ele teria informado que costuma descansar no motel depois de dirigir por quatro horas. O rapaz, porém, não esclareceu a presença da mulher.

Reimi garantiu ao Aratu Online que o servidor, contratado por meio de REDA – um regime especial de contratação -, será ouvido formalmente assim que chegar na cidade. Segundo a Secretaria da Saúde, ele transporta todas as segundas-feiras um homem com câncer para o Hospital Aristides Maltez, que fica a poucos metros do motel.

AratuOnline
Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO