Após comentários racistas, Ministério Público pede indenização de R$ 7 milhões a Cocielo

Foto: Reprodução / Youtube


Redação: Varela Notícias

Após ter publicado no Twitter que o jogador da seleção francesa “conseguiria fazer uns arrastão (sic) top na praia”, O Ministério Público de São Paulo protocolou uma ação judicial contra o youtuber Julio Cocielo nesta quarta-feira (12). O MP de São Paulo pede cerca de R$ 7 milhões ao youtuber por dano social coletivo.

Na ação, os promotores afirmaram que a manifestação de Cocielo sobre o jogador promover arrastões em praia foi ligada diretamente ao fato de Mbape ser negro:

“Trata-se de um jovem jogador negro, francês de ascendência camaronesa, de compleição física robusta e que mostrou, nos jogos da seleção francesa na Copa da Rússia, impressionantes velocidade e explosão, daí advindo, em notória manifestação de racismo, a sua associação com os assaltantes (negros, na ótica do autor) que praticam crimes de roubo nas praias brasileiras, sobretudo fluminenses, sempre sob contínua e desabalada corrida”.

O Ministério Público lembra que Cocielo apagou mais de 50 mil postagens na rede social e que muitas delas eram comentários racistas: “ele utilizou a rede social para violar direitos fundamentais, além de ofender e violar os direitos humanos, a Constituição Federal e Tratados Internacionais”.

Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO