‘Criando mais amor’: blogueiras promovem sororidade e aceitação na web

Montagem:Web Interativa
Redação: Web Interativa
redacao@interativapn.com

A busca pela perfeição na internet pode trazer danos. Um estudo da Royal Society for Public Health afirma que o Instagram é considerado a rede que mais afeta negativamente a saúde mental dos jovens.  Foram analisados fatores como imagem corporal, bullying, ansiedade, solidão, auto expressão e auto identidade.
Diante de tantos danos ocasionados na rede social e os tabus impostos pela sociedade, um grupo de blogueiras quebra os padrões e promove um projeto que incentiva a autoestima e o amor próprio.

Denominado #CriandoMaisAmor o projeto é idealizado por Brenda Lopes, Lenna Maria, Iasmin Rodrigues, Jainy Serafim e Jucy Reis.


Em entrevista ao site Web Interativa, as blogueiras falaram sobre o objetivo do projeto e sua aceitação nas redes sociais. Confira.

Reprodução/Instagram

Como surgiu a ideia do #CriandoMaisAmor?

A ideia surgiu da vontade coletiva de promover o amor próprio e a sororidade, incentivando a auto estima, mostrando a realidade por trás da vida perfeita nas redes sociais e desconstruindo a tese que o corpo feminino precisa ser semelhante ao que a mídia dita para ser bonito, porque todo mundo é incrível do seu próprio jeito. @blogdabre_

Reprodução/Instagram

De quais assuntos trata e qual o principal objetivo do projeto #CriandoMaisAmor?

Tem o intuito de compartilharmos nossas histórias de amor próprio e autoestima e aceitação, falar sobre nossas inseguranças e como lutamos para superar elas, além de desmitificar que problemas como saúde mental e baixa autoestima é frescura. Então criamos a #criandomaisamor para falarmos sobre nossas vivências, e para mostrarmos que não estamos sozinhos. Todo mundo é muito bem-vindo para postar algo sobre sua trajetória, interagir e incentivar mais amor com a gente! @lennamariablog


Reprodução/Instagram
O projeto #CriandoMaisAmor vem na contramão do atual cenário das redes sociais, como Instagram, onde as imagens publicadas, por muitas vezes não refletem a realidade vivida. Na sua visão qual a importância do #CriandoMaisAmor que traz a vida como ela é?

Nosso projeto mostra que além de criadoras de conteúdo somos humanas, como qualquer outra pessoa, ninguém é perfeito ou tem a vida perfeita, todo mundo tem neuras e inseguranças e precisamos falar sobre, cuidar de você não é egoísmo. Sua saúde e felicidade deve ser priorizada e não há nada de errado nisso, incentivar a todos fazer o mesmo é o diferencial @byiasmin

Reprodução/Instagram

Os resultados obtidos nas primeiras semanas após o lançamento do projeto vêm correspondendo a contento?

Sim, mais do que esperávamos! Muitas pessoas se identificaram com o projeto, meninas com muitas inseguranças, e medo da auto aceitação. O resultado foi totalmente positivo, e maior do que esperávamos, estamos muito felizes. E temos muitas ideias para o projeto, ainda queremos ajudar e levar além a #criandomaisamor porque antes de uma tag, foi um projeto desenvolvido com muito carinho por todas nós. Desde já agradecemos, a todas que estão participando, é muito importante para nós. @jainyserafim.  
             
Reprodução/Instagram

Como o auto amor mudou sua vida?

Hoje eu sou uma mulher que tenho consciência do meu lugar na sociedade, mas nem sempre foi assim por muito tempo me vir oprimida e com medo de mostrar quem realmente eu sou e a transição capilar foi um momento ímpar que mudou completamente minha vivência e esse processo não foi fácil.
Quero incentivar meninas/mulheres a serem livres das amarras que as impedem de viver suas vidas e suas belezas e o #criandomaisamor vem com o intuito de mostrar que somos reais e lindas por natureza.  @jucyapreta

Para saber mais sobre o projeto, acompanhe a tag no instagram clicando aqui.
Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO