Diversas cidades Bahia relatam tremor de terra nesta madrugada



Moradores do Vale do Jiquiriçá, acordam assustados neste sábado (27), segundo relatos, as 3h39min, um tremor de terra foi sentido em pelo menos três cidades da região: Mutuípe, Laje e São Miguel das Matas, nas redes sociais moradores do Alto da Alagoinha, no município de Ubaíra também afirmam terem sentido o abalo sísmico
.
O sismógrafo mais próximo da região Recôncavo da Bahia fica localizado na Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN, a mais de 600km, o que dificulta o acompanhamento e registro desses tremores.
Até 6h da manhã nenhum relato de feridos ou danos físicos em residências tinha sido registrado.

Muitos moradores revelam que ficam assustados com o tremor, a alguns apegam-se na bíblia, afirmando ser “o cumprimento da palavra”. “Eu senti a terra tremer, agora, acordei com o balanço, muito forte”. Disse a moradora de Mutuípe identificada com “Cida“.

Em 2010, os tremores de terra registrados na região, foram credenciados a pequenas falhas geológicas segundo a UFRN, a intensidade é considerada baixa, ficando entre 1 e 5 graus.  Em 2010, o sismólogo Joaquim Ferreira, da UFRN, disse que algumas falhas geológica da região Nordeste estavam sendo reativadas, e que isso geraria um novo ciclo de tremores da região, uma das falhas que reativou nos anos 2000 é  “Poço Branco”, segundo ele, o Recôncavo já registrou sismos acima de 4 graus, outra falha sismológica bastante conhecida e Samambaia.
“A Samambaia fica na região de João Câmara, 20 km à oeste da falha de Poço Branco, e está mapeada com 40 km de extensão. Graças ao seu tamanho, a qualquer momento podem vir a ocorrer abalos de magnitude acima de 4 ou 5 graus. E, se o epicentro for a zona urbana de alguma cidade, os estragos podem ser maiores” – garante Ferreira.

Os tremores de Mutuípe são pontuais, só na região São tremores rasos e de baixa magnitude.

Mídia Bahia
Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO