Lula pede para Haddad suspender visitas a ele durante a campanha

Foto: Ricardo Stuckert/ Divulgação/PT


Redação: Bahia.BA

Presidente do Partido dos Trabalhadores, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-RS), disse na tarde desta terça-feira (9) que Lula pediu que Fernando Haddad (PT) não o visite mais na sede da Polícia Federal (PF) em Curitiba até o final de sua campanha de 2º turno na disputa pela Presidência da República.

“Lula mandou um recado para mim. Manda o Haddad fazer campanha, não precisa mais vir aqui. Nós estamos com um curto espaço de tempo. Nós temos que aproveitar as próximas semanas, as duas segundas, para que efetivamente a gente faça a campanha, as conversas que a gente precisa fazer e ganhe essa eleição”, disse Gleisi, de acordo com publicação do UOL.

Haddad visita Lula em todas as segundas-feiras desde que sua candidatura foi oficializada pelo PT, dia 11 de setembro. A última visita foi ontem (8). A diferença na rotina foi que Haddad não falou com a imprensa na frente da PF, e escolheu um hotel em Curitiba para dar entrevista coletiva.

O candidato do PT, no segundo turno, deve se concentrar sua campanha nas regiões Sul e Sudeste, onde seu adversário Jair Bolsonaro (PSL) teve ampla vantagem. De acordo com o governador reeleito do Maranhão pelo PCdoB, Flávio Dino, a ações no Nordeste ficarão a cargo dos governadores aliados, como ele. O senador eleito Jaques Wagner (PT-BA) será linha de frente na campanha.

Lula tem aparecido menos na campanha de Haddad. O próprio candidato fez menção uma única vez ao nome do ex-presidente em seu discurso de agradecimento pela vitória no primeiro turno.

Gleisi Hoffmann, garante, contudo, que não há tentativa de descolar Lula de Haddad. “Isso não tem nada a ver com o não fortalecimento de Haddad. Muito pelo contrário. Fernando Haddad é a pessoa que tem a força, a capacidade, as condições de implementar esse projeto que tão bem fez ao povo brasileiro”.

Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO