Filadélfia: Em Sessão lotada, vereador Natan Mota pede vista e projeto polêmico ganha mais um capítulo


Redação: Web Interativa
redacao@interativapn.com

Na noite da última quinta-feira, 01 de novembro de 2018, ocorreu mais uma sessão ordinária na Câmara Municipal de Vereadores de Filadélfia-BA. A sessão teve inicio ás 20h e contou com a presença dos 11 edis, na pauta estava o projeto de lei de nº 014/2018 de autoria do prefeito Louro Maia que dispõe sobre alterações na Lei Municipal de nº 157/2009.

O referido projeto foi protocolado na câmara de vereadores no Início do mês de outubro, e tem gerado polêmicas e criando expectativas, pois altera o regime de escolha dos diretores e vice-diretores nas escolas municipais de Filadélfia. 
Nos termos da legislação vigente, ou seja, da lei 157/2009 a escolha para diretores e vice-diretores é feita através de processo eletivo, ou seja, a comunidade escolar (funcionários, pais e alunos) escolhem, através do voto, os dirigentes escolares para o mandato de 4 anos, com a proposta do projeto 014/2018 os dirigentes escolares passaram a serem nomeados por indicação do prefeito, retirando o direito de escolha através de voto direto pela comunidade escolar.

Além dos vereadores, a sessão estava lotada, professores, alunos, pais e pessoas da sociedade civil se fizeram presentes para acompanha a votação do projeto, além da diretoria do sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Filadélfia que têm se manifestado desfavorável a aprovação, alegando que é um retrocesso para a educação do município.

Como o projeto tinha sido lida na sessão anterior, na sessão do dia 01/11/2008 foi lido o parecer das comissões que opinou pela aprovação, e teve como relator o vereador Francisco Lopes de Azevedo (Chicão)  e assinaram seguindo o voto do relator os vereadores Laison, Roel, Josa e Batista, o vereador Silvio Amorim também faz parte das comissões mas não segue o voto do relator.
Após a leitura do parece foi colocado em discussão, 5 vereadores fizeram uso da tribuna e se manifestaram pela rejeição do projeto, nenhum vereador usou a tribuna para defender a aprovação, após as discussões o vereador de oposição, Natan Mota, pediu vistas, o presidente da câmara aceitou o requerimento do vereador e suspendeu a votação, ficando assim para a próxima sessão.

Além dos vereadores, o diretor administrativo do Sindicato dos Servidores Públicos de Filadélfia, Valmir Dantas, e professora Eugênia Carine fizeram uso da tribuna da câmara e defenderam a reprovação do projeto, e solicitaram dos vereadores que votem pela rejeição do mesmo.

A votação deverá acontecer na próxima sessão, dia 08 de novembro do corrente ano.
Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO