Mulher é obrigada a sentir dor de parto e dar à luz algemada na maca

Foto: Divulgação


Redação: Varela Notícias

Presa em uma cela de delegacia de Nova York, nos Estados Unidos, uma mulher de 27 anos com 40 semanas de gravidez entrou em trabalho de parto e foi levada para um hospital pelos policiais.

Lá, ela teve seus punhos e tornozelos algemados à cama. Depois de uma hora de dor, a mulher teve três algemas soltas pelos oficiais, mas a sua mão direita continuou presa. Quando o bebê nasceu, ela o recebeu com a mão direita algemada.

O episódio ocorreu em 8 de fevereiro, mas veio à tona neste sábado (8), segundo o jornal The New York Times. Os médicos do Montefiore Medical Center, onde ocorreu o incidente, teriam alertado que a conduta era ilegal no Estado de Nova York, onde está situada a cidade de mesmo nome, e que representava sérios riscos para a mulher.

Os policiais disseram, no entanto, que a prática era a correta. “Trata-se de uma prática desumana, cruel e sem sentido que não tem lugar na cidade de Nova York em 2018”, consta no processo, segundo o The Independent.

Sobre Web Interativa

WEB INTERATIVA - PORTAL DE NOTÍCIAS - Redacao@interativapn.com

0 comentários:

Postar um comentário