Barragem rompe e lama invade Brumadinho, em Minas Gerais

Reprodução/Corpo De Bombeiros


Uma das barragens da mineradora Vale estourou, nesta sexta-feira (25/1), no município de Brumadinho, em Minas Gerais. O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil foram mobilizadas. Ainda não há notícias de vítimas ou da extensão atingida pela lama.

Moradores da região – que residem na parte mais baixa da cidade – tiveram que deixar suas casas, segundo a Defesa Civil. Os técnicos estão buscando o local exato do rompimento e avaliando a extensão do desastre.

No Twitter, internautas divulgaram fotos e vídeos da lama acumulada por conta da água que saiu da barragem. Alguns ainda alertaram o risco de ficar próximo ao local, pedindo aos moradores que se afastem da região. O helicóptero do Corpo de Bombeiros está sobrevoando a localidade em busca de feridos.

Alerta

A explosão da barragem colocou em estado de alerta o Parque de Inhotim, um dos maiores museus a céu aberto do mundo. A assessoria de imprensa do local afirmou ao Metrópoles que, por ora, a lama não atingiu o espaço, no entanto, por medida de segurança, os visitantes estão sendo retirados da área.

A Prefeitura Municipal de Brumadinho pediu, por meio das redes sociais, que a população da cidade mantenha distância do Rio Paraopeba, que é um dos principais afluentes do Rio São Francisco.

Nota da Vale
Em nota, a Vale confirmou o rompimento da barragem na Mina Feijão. Segundo a mineradora, as primeiras informações indicam que os rejeitos atingiram a área administrativa da companhia e parte da comunidade da Vila Ferteco.

“A Vale informa que ocorreu, no início da tarde de hoje, o rompimento de uma barragem na Mina Feijão, em Brumadinho (MG). As primeira informações indicam que os rejeitos atingiram a área administrativa da companhia e parte da comunidade da Vila Ferteco. Ainda não há confirmação se há feridos no local. A Vale acionou o Corpo de Bombeiros e ativou o seu Plano de Atendimento a Emergências para Barragens.

A prioridade total da Vale, neste momento, é preservar e proteger a vida de empregados e de integrantes da comunidade.

A companhia vai continuar fornecendo informações assim que confirmadas”, informou a empresa.

Thayna Schuquel/Metrópoles

Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU RECADO