Com aumento do consumo no verão, reaproveitamento de água se torna ainda mais importante



iBahia

Como recurso esgotável essencial para a vida dos seres vivos, a água merece cuidados e atenção. Durante o verão, por conta do calor, o uso da água se intensifica, o que trai ainda mais a necessidade da economia. Um método de economizar ainda pouco aderido é o reaproveitamento.

Ao utilizarmos a água, ela acaba sendo descartada, quando poderia ser reutilizada de forma simples, criativa e eficiente. A economia faz bem tanto para o planeta, quanto para seu bolso, diminuindo a conta de luz.

Esse reaproveitamento pode ser feito de maneira simples, em atividades do dia a dia. Uma das atividades domésticas que mais desperdiçam água é lavar roupa com a máquina. Para o reuso, por exemplo, é possível utilizar a água da primeira lavagem para dar descarga no vaso sanitário.  Por conter sabão e outros resíduos, esse recurso concentra muitas bactérias, então seu uso é recomendado apenas para este fim.

A última água do enxágue também pode ser reutilizada em lavagem de banheiros, pisos, áreas externas e carros.

Durante o banho, também é possível reaproveitar a água que iria para o ralo. A ideia posicionar baldes dentro do box e utilizá-la para limpeza doméstica da área de serviço, da cozinha ou do próprio banheiro.

A água da chuva também pode ser fonte para reaproveitamento. Antes de mais nada, é importante lembrar que ela não é potável, ou seja, não é própria para banho, higienizar alimentos ou para consumo.

Outra opção de reuso vem da água utilizada para lavar vegetais e frutas (especialmente sem sabão) pode ser reaproveitada para regar plantas ou fazer faxina. No entanto, o recurso usado para lavar pratos e panelas não é uma opção de reutilização já que estão contaminadas com grandes índices de gordura, açúcar e outros resíduos.

No entanto, ela é muito útil para limpar calçadas ou garagem e auxiliar no vaso sanitário. Para armazená-la, você pode usar baldes no momento da chuva ou então recolher o volume que escorre do telhado nas calhas. Para quem mora em apartamento, o balde pode ficar na varanda. É importante lembrar que, após armazenamento, é necessário tampar o balde para evitar depósito de ovos do mosquito da dengue.

Compartilhar no Google Plus

Sobre Web Interativa

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU RECADO