INSS divulga percentual de reajuste de quem começou a receber benefício em 2018


Os 11,7 milhões de aposentados, pensionistas e titulares de auxílios do INSS que recebem acima do salário mínimo terão mesmo 3,43% de reajuste anual, retroativo a 1º de janeiro. O anúncio foi feito oficialmente pelo INSS no Diário Oficial desta quarta-feira, dia 16. Na mesma portaria, o instituto divulgou os índices escalonados de aumento para quem passou a receber benefício ao longo do ano passado.
O aumento virá no pagamento feito nos cinco primeiros dias úteis do fevereiro (do dia 1º ao dia 7), de acordo com o número final do cartão de pagamento do segurado.

 O percentual total de 3,43% — referente ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) acumulado de janeiro a dezembro de 2018, apurado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísica (IBGE) — é sempre usado como base para corrigir os benefícios. E já havia sido divulgado na sexta-feira, dia 11. Faltava a Previdência Social formalizar o percentual. Em 2018, a correção dada aos benefícios acima do piso nacional foi de 2,07%.

Benefícios concedidos até:
Até janeiro de 2018 - 3,43%
Em fevereiro de 2018 - 3,20%
Em março de 2018 - 3,01%
Em abril de 2018 - 2,94%
Em maio de 2018 - 2,72%
Em junho de 2018 - 2,28%
Em julho de 2018 - 0,84%
Em agosto de 2018 - 0,59%
Em setembro de 2018 - 0,59%
Em outubro de 2018 - 0,29%
Em novembro de 2018 - 0%
Em dezembro de 2018 - 0,14%

Sobe o teto do INSS
O índice também atualizará o valor máximo pago pelo INSS a seus segurados. O teto dos benefícios — que até agora era de R$ 5.645,80 — sobe para R$ 5.839,45. Com isso, O trabalhador autônomo que recolhe até 20% sobre o teto passa a desembolsar R$ 1.167,89 por mês.

Correção das faixas de contribuição
Além de corrigir os benefícios dos segurados da Previdência Social, o INPC atualiza também as faixas salariais de contribuição dos trabalhadores da iniciativa privada com carteira assinada, que recolhem 8%, 9% ou 11% para o INSS, de acordo com a renda mensal.

iBahia
Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU RECADO