Mulher mata cachorro a pauladas e chama polícia por medo de ser agredida



Uma mulher de 52 anos foi detida pela Polícia Militar de Maringá por matar um cachorro a pauladas em um bairro da zona norte. O caso aconteceu na segunda-feira (21) à noite no Parque Avenida.

De acordo com a polícia, a mulher saiu de casa por volta das 22 horas para passear com o cachorro de estimação na Avenida Américo Belay. Ela carregava a guia em uma mão e um cabo de vassouras na outra para, segundo ela, espantar outros animais e proteger o cachorro.

Em um determinado momento do passeio, um jovem de 22 anos chegava em casa de carro. Ao abrir o portão, o cachorro da família, da raça pinscher, escapou e chegou latindo na calçada em razão da presença do outro cão. A mulher, então, usou o cabo de vassoura para agredir o animal. Ela desferiu golpes na cabeça do cachorro, que morreu na hora.

A mulher fugiu, mas foi cercada por populares. Temendo ser agredida, ela mesmo ligou para o 190, acionando a Polícia Militar, que, ao chegar no local, soube da história completa.


A agressora e o dono do animal morto foram levados para o 4º Batalhão de Polícia Militar. Ela assinou um Termo Circunstanciado e foi liberada. A audiência foi marcada para abril. A mulher pode responder pelo crime de maus-tratos a animais, cuja pena é detenção de três meses a um ano. A punição pode ser aumentada de um sexto a um terço em caso de morte do animal.

A Diretoria de Bem-Estar Animal informou que a mulher foi multada em R$ 2 mil, conforme prevê a lei municipal.

Metro Jornal Maringá

Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU RECADO