Em um ano, Flamengo recebeu 31 multas por irregularidades no Centro de Treinamento



Agência, O Globo

Em um intervalo de pouco mais de um ano, a Secretaria Municipal de Fazenda do Rio multou o Flamengo 31 vezes por irregularidades no Centro de Treinamento do Ninho do Urubu, em Vargem Grande, onde aconteceu o incêndio que matou dez adolescentes nesta sexta-feira. O Flamengo pagou dez dessas multas, de acordo com informações do "RJTV", da "TV Globo".

A primeira delas foi em 20 de outubro de 2017, por não possuir alvará de licença para funcionamento do CT. Já a última, em 14 de dezembro de 2018, foi relativa ao descumprimento das ordens de interdição do local.

A prefeitura alega que não tinha "poder de polícia" para interditar o Ninho do Urubu. Mas um especialista ouvido pelo "RJTV" explicou que a gestão municipal tinha condições de fazer valer o seu diagnóstico e que, se fosse preciso, poderia entrar com um processo na Justiça solicitando a ação de forças policiais.


Vistorias em ar-condicionado que teria iniciado o incêndio

Ainda segundo informações do "RJTV", uma empresa contratada pelo Flamengo teria feito duas vistorias ao longo desta semana no ar-condicionado que deu início ao incêndio. A primeira delas na segunda-feira, e a outra na véspera da tragédia.

A Polícia Civil, que já ouviu 13 jovens, agora tenta ouvir o quanto antes os adolescentes que sobreviveram ao incêndio e estão internados.

Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU RECADO