Doença contagiosa constatada em cachorros preocupa moradores de povoado em Campo Formoso

Foto: Divulgação


Segundo o vereador Edmundo Miranda (DEM), noventa por cento dos cães das localidades de Riachão I, II e III, no interior do município de Campo Formoso, estariam infectados com a doença do cachorro, também conhecida como Calazar, e, ou leishmaniose como é conhecida cientificamente. O alerta foi feito pelo vereador, Edmundo Miranda (DEM), que chamou atenção da Vigilância Sanitária do município “em minha região detectamos um foco de leishmaniose ou doença do cachorro como é conhecida, imediatamente acionei a vigilância sanitária, foi feito o exame no mesmo momento, e depois de constatado o cachorro foi sacrificado.

Participei de uma audiência pública aqui na câmara e já comuniquei o grave problema para o secretário que prometeu adotar as devidas providências, o foco da doença está em Riachão um, dois e três, e além disso foi constatado que 90% dos animais estão infectados “alertou Miranda.

Foto: Divulgação

Em contato com o secretário de saúde, Charles Farisas, ele destacou que os técnicos estão atentos, e a informação que falar em percentual ele acha arriscado “se você chegar em uma fazenda e encontra os três cães com a doença, é um percentual de cem por cento. Mais essa é a situação da região ou da fazenda? Chegamos em uma fazenda e os cães estavam contaminados, mas nos ainda não temos a totalidade dos cães da região, então nesse caso eu  acho arriscado e preocupante divulgar um percentual, mais já estamos adotando todas as providencias, e as pessoas não precisam se preocuparem” disse Farias.

A leishmaniose visceral, também conhecida como calazar ou esplenomegalia tropical, é uma doença causada, no Brasil, pelo protozoário Leishmania chagasi, e ocorre quando um mosquito pica uma pessoa ou animal portador da infecção, principalmente o cachorro, e, depois, transmite a doença picando outras pessoas.

Foto: Divulgação

Alguns sintomas que estão associados à doença e que podem levar o proprietário a desconfiar da enfermidade são: descamação seca da pele, pelos quebradiços, nódulos na pele, úlceras, febre, atrofia muscular, fraqueza, anorexia, falta de apetite, vômito, diarreia, lesões oculares e sangramentos.

Redação: Ivan Silva

Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU RECADO