Imagens mostram o estado de abandono do CAPS de Ipirá

Foto: Reprodução/Caboronga Notícias


O vereador Weima Fraga (PDT), publicou nas redes sociais nesta sexta-feira (31), imagens que mostram o prédio do CAPS I em Ipirá, fechado para o público, com equipamentos sucateados e coberto pelo mato.

O órgão que já foi uma referência no atendimento psicossocial, hoje se encontra praticamente desativado, enquanto pacientes com deficiência mental estão sem acompanhamento contínuo, oferecendo risco à população.

No último dia 08 de abril, um deficiente mental atacou e matou a golpes de faca um ambulante que comercializava seus produtos em frente ao CEPEP no centro de Ipirá. Na última quarta-feira (29) aconteceu outro assassinato, onde segundo informações, há suspeita de que o assassino seja portador de problemas psicológicos.

A secretária de Saúde do município emitiu um comunicado via rede social, negando que o CAPS esteja desativado.

Acompanhe abaixo:

Informamos que o Centro de Apoio Psicossocial (CAPS) do município de Ipirá encontra-se em funcionamento. Temos atendimento médico especializado (Psiquiatra) 02 vezes por semana, e durante os outros dias temos um profissional técnico em enfermagem de prontidão para orientar, tirar dúvidas e realizar agendamentos dos que ali se dirigem sejam pacientes da Unidade referida ou não. Ainda vale citar, que também está havendo disponibilização dos medicamentos de acordo com a prescrição médica e necessidade dos pacientes que são acompanhados pela profissional.

Atenciosamente,
Priscilla Blumetti de Oliveira
Secretária de Saúde de Ipirá.

Foto: Reprodução/Caboronga Notícias

A redação do CN recebeu de familiares de usuários do CAPS a seguinte informação: É com muita tristeza e revolta que vemos o CAPS de Ipirá nessa situação. Hoje tá sem coordenador, enfermeiro, técnico de enfermagem, psicólogos e assistentes sociais. Só uma Psiquiatria atende as terças e quartas-feiras e o restante da semana, apenas, um vigilante, uma recepcionista e uma pessoa para a cozinha.

Também foram enviados para a redação CN vários áudios de pessoas relatando a falta de atendimento e principalmente acompanhamento desses pacientes, já que além dos deficientes mentais, várias pessoas possuem problemas de ordem depressiva e necessitam dos serviços que ali poderiam estar sendo prestados.

Foto: Reprodução/Caboronga Notícias

A população espera que a Câmara de Vereadores não feche os olhos para essa triste realidade e que mais vidas não sejam ceifadas por falta de atenção e atendimento aos deficientes mentais.

Caboronga Notícias com informações e fotos via WhatsApp.

Sobre Web Interativa

WEB INTERATIVA - PORTAL DE NOTÍCIAS - Redacao@interativapn.com

0 comentários:

Postar um comentário