Vereador defende espadeiros e culpa Ministério Público por “massacre cultural” em Senhor do Bonfim

Foto: Reprodução


Revoltado por conta dos últimos fatos que aconteceram em Senhor do Bonfim, diante da proibição da guerra de espadas, na manhã desta terça feira (25), o vereador Doutor Jorginho, em contato com nossa equipe fez duras críticas ao Ministério Público.

Diante da gravidade do episódio, aonde espadeiros e policia entraram em confronto, quando uma jovem foi alvejada com tiro de borracha, o vereador agora quer saber quem irá se responsabilizar pelo massacre que aconteceu na noite do 23 “a moça está correndo risco de perder um olho, a polícia não tem culpa, estava cumprindo ordens, e agora, quem é que vai se responsabilizar pelo massacre? O que está acontecendo em Bonfim é um absurdo, não podemos aceitar essa arbitrariedade do Ministério Público, até porque espadeiro não é bandido, e a guerra é uma tradição do povo de Senhor do Bonfim” criticou Doutor Jorginho.

O vereador disse que vai cobrar do presidente da câmara, Cleiton Vieira, nota de repudio contra o Ministério Público “acabei de saber que a jovem perdeu a visão, e agora, quem vai dar apoio a jovem? Vou cobrar da câmara nota de repudio com esse massacre praticado pelo MP” disse o vereador.

Ivan Silva Notícia

Sobre Web Interativa

WEB INTERATIVA - PORTAL DE NOTÍCIAS - Redacao@interativapn.com

0 comentários:

Postar um comentário