Estudante com síndrome de Down fica trancada em escola na BA após funcionários irem embora

 Foto: Reprodução/Redes Sociais

Uma estudante de 29 anos, que tem síndrome de Down, ficou trancada sozinha, por quase 6 horas, em uma escola estadual de Serra do Ramalho, no oeste da Bahia, após a direção cancelar o dia de aula e fechar a escola, sem perceber que a aluna estava dentro de uma das salas de aula.

 Foto: Reprodução/Redes Sociais
Segundo informações de familiares, Ivandeide Rodrigues dos Santos foi levada por um dos irmãos ao Colégio Estadual Anísio Honorato Godoy, por volta das 13h de segunda-feira (1º).

Ainda de acordo com a família, Ivandeide então entrou na unidade e foi direto para a sala de aula. Quando foi buscar a filha, por volta das 17h30, a mãe da aluna ficou desesperada ao encontrar a filha trancada na unidade.

A mulher então acionou a Guarda Municipal, que foi até o local e, por volta das 18h40, arrombou os cadeados do colégio, para que Ivandeide pudesse sair.
G1 entrou em contato com a direção da escola, que informou que a mãe da estudante a deixa todos os dias no pátio da escola, e ela é encaminhada para a sala de aula com a ajuda de um funcionário. Na segunda-feira, ela foi levada pelo irmão, que a deixou na frente da instituição e eles não perceberam a presença dela no colégio.

Ainda de acordo com a nota da direção do Colégio Estadual Anísio Honorato Godoy, a escola estava aberta, embora tenha sido "ponto facultativo". Segundo eles, os funcionários saíram da instituição às 16h10.

A direção também informou que a escola se retratou com a família, pedindo desculpas e afirmou que não possui um cuidador, mas tem funcionários que mantém cuidados necessários com a estudante e com um outro aluno com síndrome de Down.

G1/BA

Sobre Web Interativa

WEB INTERATIVA - PORTAL DE NOTÍCIAS - Redacao@interativapn.com

0 comentários:

Postar um comentário