UNEB realiza oficina de teatro para crianças excepcionais


Despertar o corpo e a atenção e promover interação através de jogos teatrais foram alguns dos objetivos da oficina de teatro realizada hoje (22) pelo projeto de extensão “Teatro e Educação Inclusiva: uma proposta pedagógica na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Senhor do Bonfim” no Centro de Artes Professor Marcos Fábio Oliveira Marques localizado no Colégio Estadual Senhor do Bonfim (CESB). A oficina compôs a programação da “Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla”.


 O projeto de extensão do curso de Teatro do Departamento de Educação (DEDC), Campus VII da UNEB propõe uma prática de ensino teatral como campo de pesquisa e ação cultural com as pessoas com deficiência (física, auditiva, visual ou intelectual), Transtornos Globais do Desenvolvimento (TGD) – e/ou Altas Habilidades/Superdotação (AH/SD), na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Senhor do Bonfim.

De acordo com o coordenador do projeto, Carlos Alberto Ferreira, essas ações propõem mediar o ensino teatral como abordagem de ensino e prática pedagógica. “Durante a oficina, praticamos os jogos teatrais como procedimentos lúdicos, articulando o saber numa perspectiva multidisciplinar, interdisciplinar e transdisciplinar (MIT), estimulando um processo acessível e inclusivo”, destacou Ferreira.  

A estudante de Teatro e monitora do projeto, Tatá, ressaltou que “A oficina tem sido uma experiência interessante e enriquecedora, pois através desse projeto passei a compreender o lugar de fala dos excepcionais, entender quais são suas necessidades e como os docentes podem atendê-las quando estiverem no ambiente escolar”.

O diretor social da APAE Senhor do Bonfim, Gilson Bezzera, destacou que “A parceria da APAE com a UNEB faz com que o nosso projeto se fortaleça. E para as crianças é de grande importância, pois vão se descobrindo, se soltando, e as mães estão sempre envolvidas. Isso é enriquecedor para todos”. Já, Márcia de Jesus, mãe de Daniel que é autista, declarou que “Meu filho tem falta de atenção, não consegue focar nas coisas, e a oficina de teatro ajuda no desenvolvimento dele, pois prende a sua atenção. Ele gosta muito de participar das oficinas”.

Lorena Simas
Coordenadora do Núcleo de Assessoria de Comunicação (NAC-DEDC- UNEB)

Sobre Web Interativa

WEB INTERATIVA - PORTAL DE NOTÍCIAS - Redacao@interativapn.com

0 comentários:

Postar um comentário