Sobe para quatro o número de casos confirmados de sarampo na Bahia

Foto: Susan Hortas/Divulgação

O número de casos confirmados de sarampo na Bahia subiu de 3 para 4, segundo o último balanço da doença, divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) nesta quinta-feira (5).

Segundo a Sesab, todos os pacientes diagnosticados com sarampo na Bahia contraíram o vírus fora do estado. Há casos importados da Espanha, São Paulo e Minas Gerais.

Entre os pacientes está uma menina de 12 anos, que mora em Salvador. Além dela, dois casos foram registrados em Porto Seguro, no sul do estado, e o outro em Souto Soares, na Chapada Diamantina.

Conforme a Sesab, além dos casos confirmados, há 103 sob investigação. Destes, 52 estão em Salvador, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS).
Na Bahia, segundo a Sesab, a cobertura da 1ª dose da vacina está em 63%, porém, deveria ter alcançado 95%. A 2ª dose tem cobertura vacinal de apenas 49% no estado.

A Bahia ainda não tem registro de mortes pela doença neste ano, contudo, 4 casos já foram registrados em outros pontos do país.

Em alerta divulgado na quarta-feira (4), a Sesab chama atenção de baianos que estão com viagem marcada para São Paulo, estado em que há maior incidência de casos.

A orientação é de que todos se vacinem contra o vírus antes de viajar.
O esquema de vacina por idade para o atual cenário epidemiológico, orientado pelo Ministério da Saúde, é o seguinte:
·         De 6 a 11 meses: A criança deve receber a dose zero da vacina Tríplice Viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba
·         12 meses : 1ª dose da vacina Tríplice Viral
·         15 meses: 2ª dose da vacina Tríplice Viral
·         12 a 29 anos: Caso não tenha sido vacinado anteriormente, deve receber duas doses da vacina Tríplice Viral, com intervalo de 30 dias
·         30 a 49 anos: Caso não tenha sido vacinado anteriormente, deve receber uma dose da vacina Tríplice Viral

G1/BA

Sobre Web Interativa

WEB INTERATIVA - PORTAL DE NOTÍCIAS - Redacao@interativapn.com

0 comentários:

Postar um comentário