66 km com 1 litro de gasolina: Novo Golf será lançado no Brasil



Implementada nos grandes mercados da Ásia, Europa e América do Norte, a estratégia de eletrificação da Volkswagen também chegará em breve aos principais países da América Latina, especialmente o Brasil. Em evento sobre uma nova rede de recarga para o estado de São Paulo, realizado nesta terça-feira (21), a marca confirmou que o país está na rota deste novo programa e que uma série de novidades serão lançadas por aqui ao longo dos próximos quatro anos. A primeira a chegar será a versão GTE do Golf, que tem lançamento marcado para 4 de novembro. Na sequência, outros 5 modelos híbridos e elétricos serão lançados, totalizando 6 novidades até 2023.
Já flagrado por diversas vezes rodando em testes por aqui., o Golf GTE é um híbrido do tipo plug-in capaz de percorrer distâncias consideráveis com emissão zero de poluentes dependendo do tipo de condução. Para justificar a sigla GTE, o conjunto é formado pela união do motor 1.4 TSI com 150 cv de potência com um propulsor elétrico de 100 cv. Segundo a VW, o uso combinado dos dois motores resulta em potência máxima de 204 cv. Dados de fábrica indicam aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 7,6 segundos, velocidade máxima de 217 km/h e 900 km de autonomia combinada.
Também é possível utilizar somente o motor elétrico. Nesta situação, o modelo pode atingir velocidade máxima de até 130 km/h, mas com autonomia limitada em 50 km. Os ajustes de suspensão e acabamento interno seguem o mesmo padrão do GTI, porém ao invés de vermelho, os detalhes são em azul. Da mesma forma, um filete azul está presente na grade frontal e “invade” os faróis, logo abaixo da sigla GTE. Na traseira, o emblema substitui o nome Golf.
Se você pisar muito, talvez a economia não passe de 22 km/l. Porém, ao utilizar o modo elétrico na maior parte do tempo, o mesmo número passa a 66 km/l. Mesmo com um tanque de 40 litros (bem menos que os 51 litros do GTI), a autonomia máxima chega a 970 km.
Depois do Golf, a expectativa é que a VW traga da Europa outros modelos da família GTE, como o Passat. A chegada dos veículos da linha I.D., como o ID.3 (acima), também é uma forte possibilidade.
Reportagem e Fotos: Daniel Messeder

Sobre Web Interativa

WEB INTERATIVA - PORTAL DE NOTÍCIAS - Redacao@interativapn.com

0 comentários:

Postar um comentário