Polícia Militar monitora com Drone a Cheia no Rio São Francisco em Bom Jesus da Lapa

Equipamento tem se mostrado eficiente ao mapear áreas de risco, fornecendo informações precisas à Defesa Civil, CRPM e Marinha.
Há décadas não ocorria uma cheia dessa proporção no Rio São Francisco. De acordo com informações das equipes técnicas de monitoramento, o fenômeno tem chamado a atenção para os riscos aos ribeirinhos. Autoridades dos municípios, juntamente com a defesa civil, corpo de Bombeiros, Marinha do Brasil e até a Polícia Militar, que no caso de Bom Jesus da Lapa, monitora a situação, sempre em estado de alerta para possíveis inundações.
De acordo com informações do site bomjesusdalapanoticias, na última sexta-feira (07) Policiais Militares, fazendo uso de drone doado à corporação, reforçaram o monitoramento, colaborando com os demais órgãos como a Defesa Civil, Agência Fluvial da Marinha e CRPM, colaborando com imagens privilegiadas, para informar com precisão eventuais mudanças no nível das águas, bem como, acompanhar o cotidiano das comunidades de Ilha Canabrava e demais locais nas imediações da sede do município.
A tecnologia que já é utilizada no patrulhamento normal de segurança, agora é ferramenta útil também no auxilio aéreo, com baixo custo e possibilidade de cobrir ampla região ao longo do dia, as imagens capturadas pelo drone serve como base para que se tenha noção exata do volume e ocorrências da cheia no leito do rio, mapeando áreas de difícil acesso nas duas margens e entorno do Velho Chico que se encontra com o seu nível elevado em mais de 7 metros.
A iniciativa dos produtores do Distrito de irrigação Formoso, em doar o sofisticado drone à Polícia Militar, além de receber elogios da população de Bom Jesus da Lapa, tem se mostrado eficiente em benefício da sociedade não somente no quesito segurança pública, como em ocasiões especiais como esta, cujo monitoramento aéreo seria por demais dispendioso. “Se não fosse o trabalho da Polícia Militar com o drone, teríamos que solicitar helicópteros dos bombeiros e outras aeronaves, o que além de caro, não oferecem acompanhamento constante”. Disse um dos servidores municipais.
De acordo com informações, o objetivo é prevenir riscos com a cheia do São Francisco, avaliando os alagamentos e preparando mapas temáticos relacionados com as ameaças, detectar vulnerabilidades dos cenários e áreas isoladas como as ilhas, para que se possa articular com os demais órgãos ações precisas de prevenção.
Ainda de acordo com o site local, o Rio São Francisco chegou aos 7,33 metros na cidade de Bom Jesus da Lapa e havia o alerta de mais cheia por conta das chuvas na cabeceira do rio em Minas Gerais. A equipe segue com o trabalho de monitoramento no local e eventuais mudanças de cenário será imediatamente repassada para a equipe de emergência.
Com informações do: Bomjesusdalapanoticias

Sobre Web Interativa

WEB INTERATIVA - PORTAL DE NOTÍCIAS - Redacao@interativapn.com

0 comentários:

Postar um comentário

reverse_time-href="https://www.interativapn.com/" data-numposts="5" data-width="">