Fim dos tempos? Cidades isoladas, comércio fechado, presos liberados por conta do coronavírus


O surto mundial de coronavírus – classificado como pandemia pela Organização Mundial de Saúde (OMS)nesta quarta-feira (12) – fez governos tomarem algumas das medidas mais radicais já vistas em tempos recentes para conter a disseminação de uma doença. No mundo todo, a Covid-19 já matou mais de 37 mil pessoas.
ESPECIALISTAS EXPLICAM QUE, NUM CENÁRIO COMO ESSE, AÇÕES EXTREMAS SÃO JUSTIFICÁVEIS. O PRINCIPAL OBJETIVO, SEGUNDO ELES, É CONTROLAR A VELOCIDADE COM QUE O VÍRUS SE ESPALHA.
Em um relatório divulgado sobre a situação da pandemia, a OMS defendeu que “a restrição de deslocamento das pessoas deve ser proporcional ao risco à saúde pública, de curta duração e periodicamente revisada ao passo em que mais informações sobre o vírus, a epidemiologia da doença e características clínicas se tornam disponíveis”.
A Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, é leve na maior parte das vezesmas se espalha muito rapidamente. Dessa forma, o número de casos graves da doença, ainda que limitado, é capaz de levar ao colapso o sistema de saúde de um país.
“A GENTE NÃO CLASSIFICA A ITÁLIA COMO UM PAÍS CUJO SISTEMA DE SAÚDE É FRÁGIL”, AFIRMA MARGARET HARRIS, PORTA-VOZ DA OMS. “E, NO ENTANTO, O SISTEMA DE SAÚDE DELES FOI SOBRECARREGADO. ISSO MOSTRA COMO QUE MESMO UM BOM SISTEMA DE SAÚDE PODE SER SOBRECARREGADO RAPIDAMENTE.”
Especialistas apontam para a importância de se adotar medidas para que a doença se alastre com menor velocidade, uma vez que leitos de UTI e equipamentos básicos, como respiradores artificiais, são limitados.
No Twitter, foi criada uma campanha batizada de #FlattenTheCurve (algo como “achatar a curva”), em referência ao gráfico que mostra a disseminação da doença


Gráfico elaborado pelo cientista Drew Harris mostra como medidas de prevenção podem retardar o contágio da Covid-19 e evitar o colapso do sistema de saúde  — Foto: Carl Bergstrom e Esther Kim/CC BY 2.0

G1

Sobre Web Interativa

WEB INTERATIVA - PORTAL DE NOTÍCIAS - Redacao@interativapn.com

0 comentários:

Postar um comentário

reverse_time-href="https://www.interativapn.com/" data-numposts="5" data-width="">