Na Bahia, mãe mantém tradição católica ao fazer a cruz na testa dos filhos para simbolizar o início da quaresma


Após o carnaval as atenções do povo, principalmente a comunidade católica do mundo inteiro se volta para o período da quaresma e o primeiro dia é marcado pela Quarta-Feira de Cinzas, símbolo para a reflexão sobre o dever da conversão, da mudança de vida, recordando a passageira, transitória, efêmera fragilidade da vida humana, sujeita à morte
Em Conceição do Coité existem muitas famílias que não abrem mão de manter a tradição de usar as cinzas de pindoba benta em forma de cruz na testa de cada membro, assim acontece com a dona de casa Ana Claudia, mãe de Ana Eduarda e Ícaro que assim como recebeu as cinzas e os ensinamentos de sua mãe Rita de Cássia Santos Lima, mantém a fé católica e o respeito a sua religião que são passados para seus filhos.
A Quarta-feira de Cinzas foi instituída há muito tempo na Igreja; dia que marca o início da Quaresma, tempo de penitência e oração mais intensa. Para os antigos judeus, sentar-se sobre as cinzas já significava arrependimento dos pecados e volta para Deus. As cinzas bentas e colocadas sobre as nossas cabeças nos fazem lembrar que vamos morrer, que somos pó e ao pó da terra voltaremos (cf. Gn 3, 19), para que nosso corpo seja refeito por Deus de maneira gloriosa, para não mais perecer.
Calila Notícias

Sobre Web Interativa

WEB INTERATIVA - PORTAL DE NOTÍCIAS - Redacao@interativapn.com

0 comentários:

Postar um comentário