Web Interativa - O portal de notícias da Bahia

Ponto Novo: Presidente da Câmara pede suspensão de pagamento de empréstimos consignados de servidores públicos


O presidente da Câmara Municipal de Ponto Novo, Arnóbio de Bezerras (PDT), encaminhou um requerimento ao Executivo Municipal, sugerindo a suspensão das cobranças oriundas dos créditos consignados tomados por servidores públicos ativos e inativos.

De acordo com edil o requerimento e uma cobrança de alguns servidores, “os efeitos da pandemia no município fazem necessário que o Executivo viabilize um projeto que garanta aos servidores públicos um prazo maior para que possa quitar suas dívidas junto aos bancos credenciados. Neste sentido, como legislador municipal e representante legal do povo, que solicito em forma de urgência Projeto de Lei para suspender parcelas dos empréstimos consignados, contraídos pelos servidores públicos municipais ativos, inativos e pensionistas, pelo prazo de 120 dias ou enquanto durar o estado de calamidade pública, devido a pandemia."

A iniciativa serve de fôlego financeiro em meio ao problema, por prever também que os juros para parcelas vencidas não sejam cobrados após a pandemia, o plenário do Senado já aprovou o projeto que suspende por 120 dias o pagamento de parcelas de contrato de crédito consignado (PL 1.328/2020) que segue agora para a análise da Câmara dos Deputados.

Conforme o texto aprovado, as prestações suspensas serão convertidas em prestações extras, com vencimentos em meses subsequentes à data de vencimento da última prestação prevista para o financiamento. As prestações suspensas não poderão ser acrescidas de multa, juros de mora, honorários advocatícios ou de quaisquer outras cláusulas penais. 

Também fica vedada a inscrição em cadastros de inadimplentes ou a busca e apreensão de veículos financiados, devido à suspensão das parcelas.

Assessoria de Comunicação 
Câmara Municipal de Ponto Novo

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

 

Web Interativa - O portal de notícias da Bahia