Ponto Novo: Presidente da Câmara propõe adicional salarial de 40% aos profissionais essenciais na linha de frente da Covid-19


Através de Oficio, o presidente da Câmara Municipal de Ponto Novo, Arnóbio de Bezerras (PDT), propôs que seja feito pelo Executivo um ajuste salarial em forma de gratificação ou insalubridade a ser incorporada, de forma temporária, enquanto perdurar a pandemia do COVID-19, na remuneração dos profissionais de saúde como auxiliares e técnicos de enfermagem, ambulâncias, guardas, garis, auxiliares de serviços gerais, agentes comunitários de saúde e todos profissionais que estiverem em atividades com risco de contágio pelo coronavírus.

De acordo com ofício, serão consideradas atividades ou operações insalubres aquelas que por sua natureza, condições ou métodos de trabalho, exponham os empregados a agentes nocivos à saúde, acima dos limites de tolerância fixados em razão da natureza e da intensidade do agente e do tempo de exposição aos seus efeitos. Portanto, a atividade desses profissionais que trabalham nas barreiras, nos PSF'S, hospital, ruas, enfim que estão no dia-a-dia expostos é sim considerada atividade de risco à saúde, fazendo-se necessário receber tal adicional, porque, trabalham em contato direto com a pandemia, e podem prejudicar sua saúde e sua integridade física.

Devido à pandemia que atinge nossa região, este ofício se faz necessário, haja vista principalmente ao aumento de trabalho destes profissionais, e tendo em vista que essa reivindicação é justa e necessária, para que eles possam desenvolver um bom serviço supramencionado, objetivando uma melhoria no combate ao COVID-19 em nossa cidade”, ressaltou o edil em sua justificativa.

Assessoria de Comunicação 
Câmara Municipal de Ponto Novo

Sobre Web Interativa

WEB INTERATIVA - PORTAL DE NOTÍCIAS - Redacao@interativapn.com

0 comentários:

Postar um comentário

reverse_time-href="https://www.interativapn.com/" data-numposts="5" data-width="">