Pandemia deixou bilionários no Brasil e no mundo ainda mais ricos, diz pesquisa

Um levantamento publicado nesta quarta-feira (7/10) pelo banco suíço UBS constata que a fortuna na mão dos bilionários atingiu o pico de US$ 10,2 trilhões em julho, contra US$ 8,9 trilhões no final de 2017.

anotabahia conheca o bilionario maranhense dono da rede de supermercados mateus ilson mateus anota bahia
Bilionário maranhense Ilson Mateus, (Dono do Grupo Mateus) o 9º homem mais rico do Brasil

No Brasil, o UBS disse que o grupo detém uma fortuna de US$ 176,1 bilhões, um aumento de 99% em comparação ao volume de 2009 e acima dos US$ 127 bilhões registrados em 2019. Em 2019, existiam 45 bilionários no país. No ano seguinte, o número subiu para 50.

O total, porém, ainda foi maior em 2018, quando o número de ultra-ricos chegou a 58 e somaram US$ 179 bilhões. Os setores de tecnologia e saúde são os grandes responsáveis pelo salto.

“Aqueles que são os inovadores e os disruptores, os arquitetos da destruição criativa na economia, ainda estão aumentando sua riqueza”, diz o relatório. “Já a riqueza líquida dos bilionários em entretenimento, serviços financeiros, materiais e setores imobiliários ficou para trás no resto do universo”. Ainda segundo o levantamento, o número de bilionários no mundo passou de 2.158 em 2017 para 2.189 em 2020.

Uol

Sobre Web Interativa

WEB INTERATIVA - PORTAL DE NOTÍCIAS - Redacao@interativapn.com

0 comentários:

Postar um comentário

reverse_time-href="https://www.interativapn.com/" data-numposts="5" data-width="">