“Acabou” e “Disparou”: músicas viram hits em campanhas, conquistam eleitores e mudam rotina de seus intérpretes


 

Não é novidade que os jingles políticos se tornam aquelas músicas chicletes e viram verdadeiros hits de tanto que são executados nas campanhas dos candidatos. Em 2020 não foi diferente. Alguns jingles ganharam o gosto dos políticos e eleitores, não saem da mente, e principalmente, da boca de quem escuta. 

Quem mora ou passou por alguma cidade do interior da Bahia durante algum ato político com certeza se deparou com essa frase:


“Acho melhor você se acostumar, essa daqui você não consegue levar.”


O trecho faz parte da letra da música “Acabou” da banda Lambasaia. Executada nos eventos de candidatos a prefeito em diversas cidades, a canção na verdade foi feita para disputa de paredões de som. Foi o que Léo Dumove, vocalista do grupo revelou ao BNews.


“Eu já fui a diversas disputas de paredões e eu sempre via que tinha aquela questão do grave batendo. Tanto que Ricardo e Rafael [compositores] fizeram um ritmo bem top demais. Com muito grave, médio e agudo e a gente fez nessa intenção. Toda disputa, seja do futebol da política ou qualquer outra coisa sempre tem um vitorioso e a nossa intenção era que a galera usasse as músicas nesses eventos de paredões, só que veio a política, a galera aderiu a música e a gente ficou muito feliz”, disse.

E engana-se quem pensa que música da Lambasaia é entoada apenas por eleitores baianos. Segundo o cantor, o hit foi usado como jingle político por candidatos a prefeito de municípios de vários estados do Brasil, a exemplo do Maranhão. Foi de lá que veio o primeiro vídeo recebido por Léo. 


“Tudo começou no Maranhão. A galera começou a fazer coreografia, colocar roupas. Depois disso, comecei a receber muitos vídeos de outros estados como Sergipe, Pará, Ceará, Mato Grosso, Rondônia e também daqui da Bahia”, revelou o cantor que compôs a música ao lado de Rafael Moura e Ricardo durante o período da pandemia.

“Devemos esse mérito a Deus e depois ao nosso esforço. Nós não paramos de produzir desde quando começou a quarentena. Gravamos um mini DVD em uma chácara; eu costumo dizer que nada resiste ao trabalho e essa música é fruto da cabeça continuar pensando mesmo com a pandemia. Continuamos persistindo e Deus nos deu esse resultado maravilhoso”, comemorou.

Assista:

Para Léo, canções usadas nas campanhas podem influenciar diretamente nos resultados das eleições municipais. E no caso de “Acabou”, poderá ser executada em qualquer comemoração, independente do partido político, já que o intérprete a define como “música que não tem lado”. 


“Todo mundo está usando a mesma música. É uma música que não define lado, não mostra favoritismo político. Me deixa muito feliz saber que os fãs da Lambasaia que estejam participando de uma carreata podem ouvir o nosso som seja ela de qualquer partido político”, enfatiza Léo que viu os pedidos por shows aumentarem após o sucesso da música. 

“A gente sempre deve uma demanda de shows alta. Já fizemos muitas turnês fora do estado da Bahia e a gente estava com muitos shows marcados, outros remarcados por causa da pandemia, mas depois que essa música estourou agora na política, a demanda de shows cresceu bastante”, disse.


Assim como a Lambasaia, a banda pernambucana Vilões do Forró e Karkará também viu a agenda de shows crescer em razão de uma música usada nas campanhas políticas. O sucesso da canção “O Homem Disparou”, composição de César Araújo, proporcionou a primeira viagem de avião ao cantor Vaqueiro Karkará, vocalista o grupo. 


“Minha vida virou a página de uma hora pra outra. Já fizemos uns três shows no Pará, seguindo todos os protocolos, por causa dessa música. Se não fosse o Covid, a gente não estaria dando conta de atender a tantos pedidos por shows. Fiz a minha primeira viagem de avião pra fazer um show. Eu morria de medo e a música me proporcionou essa experiência. O Homem Disparou mudou muito a minha rotina”, contou o cantor em entrevista ao BNews.

Executada nas campanhas para prefeito em várias cidades da Bahia, a música que tem mais de dois milhões de visualizações no Youtube, segundo Karkará, é utilizada como jingle político por pelo menos 70% dos prefeituráveis de todo o país.


“Tivemos a oportunidade de ter contato com praticamente quase todos os candidatos a prefeito do país que solicitaram a música para usar nas campanhas. Só temos a agradecer a todo o Brasil por te acolhido essa música”, revela o artista que não imaginava o estouro da canção em tão pouco tempo.

“A gente não imaginava que ela teria essa proporção, porque é um fato inusitado. Acho que nunca aconteceu no Brasil um jingle político viralizar nacionalmente. A banda vem trabalhando há muito tempo para acertar. A música veio no momento certo e por isso ficamos conhecidos em todo o país”, comemora.


Assista:

E por falar em viralizar, é incontável a quantidade de vídeos recebidos por ele desde quando as campanhas iniciaram.  


“Receber esses vídeos com a nossa música sendo cantada por crianças, idosos, candidatos e candidatas em meio a tudo isso que estamos vivendo é muito gratificante. É uma sensação de vitória e dever cumprido. Hoje eu posso dizer que Vaqueiro Karkará e Vilões do Forró é um produto nacional. E prometo que vem muita coisa boa vindo aí”, ressalta o artista que ainda procura um tempo livre para gravar vídeos para os candidatos espalhados por todos os cantos do Brasil.

“Confesso que nessa reta final de campanha, eu ainda estou procurando tempo pra gravar os vídeos que me pedem falando o nome do candidato, mandando um alô pra eles nas redes sociais. Tento atender todo mundo, mas é uma correria”, disse.


Por: Diego Vieira – Bocão News

Sobre Web Interativa

WEB INTERATIVA - PORTAL DE NOTÍCIAS - Redacao@interativapn.com

0 comentários:

Postar um comentário

reverse_time-href="https://www.interativapn.com/" data-numposts="5" data-width="">