Cuscuz é declarado Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco

Já considerado patrimônio cultural em diversos países, o cuscuz agora é declarado Patrimônio Imaterial da Humanidade. O título foi concedido nesta quarta-feira (16) em reunião por videoconferência do Comitê de Patrimônio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), sob a Presidência da Jamaica. O caso foi aprovado em conjunto com a Argélia, Mauritânia, Marrocos e Tunísia.

Foram levados em consideração os conhecimentos, as práticas e as tradições relacionadas ao preparo e ao consumo do cuscuz. O prato é famoso por acompanhar as refeições em diversos tipos de circunstâncias, desde o dia a dia até às refeições festivas.

Consumo no Brasil

O cuscuz pode ser preparado no Brasil a partir da farinha ou polvilho, de milho, arroz ou mandioca. A massa cozida no vapor geralmente é salgada e levemente umedecida. No Nordeste, o costume é de comer o cuscuz acompanhado de leite, ovos, manteiga, carne-de-charque e os mais variados acompanhamentos.

A cidade de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, é conhecida pela festa do cuscuz gigante, realizada no mês de junho em comemoração ao São João. Neste ano, devido à pandemia da Covid-19, a tradicional festa não aconteceu.

NE10 INTERIOR

Sobre Web Interativa

WEB INTERATIVA - PORTAL DE NOTÍCIAS - Redacao@interativapn.com

0 comentários:

Postar um comentário

reverse_time-href="https://www.interativapn.com/" data-numposts="5" data-width="">