Avó serial killer que fazia doces com corpos das vítimas morre de Covid-19

A aposentada russa Sofia Zhukova, presa por uma série de assassinatos e suspeita de cozinhar e fazer doces com os corpos das vítimas, morreu em decorrência da Covid-19. O caso macabro aconteceu na Rússia.

De acordo com o jornal Daily Mail, a serial killer, que tinha 81 anos, aguardava julgamento quando foi infectada pelo novo coronavírus. Ela chegou a ser transferida e internada em um hospital, mas não resistiu e faleceu.

A idosa respondia na Justiça por pelo menos três assassinatos. Em um deles, ela teria decepado a cabeça de uma menina de 7 anos. Além disso, também teria matado com requintes de crueldade um zelador e uma amiga, de 77 anos.

Outros quatro homicídios que possivelmente teriam a participação dela estavam sendo investigados.

Macabro

Na época em que foi presa, os policiais locais encontraram intestinos humanos na geladeira da idosa. Na Rússia, os rumores são de que ela cozinhava os corpos das vítimas e fazia doces e petiscos para distribuir para crianças.

Os crimes praticados pela serial killer começaram em 2005.

O Tempo

Sobre Web Interativa

WEB INTERATIVA - PORTAL DE NOTÍCIAS - Redacao@interativapn.com

0 comentários:

Postar um comentário

reverse_time-href="https://www.interativapn.com/" data-numposts="5" data-width="">