Web Interativa - O portal de notícias da Bahia

Pedreiro constrói máquina que produz blocos de cimento em menos de um minuto

 

Um vídeo que circulou nas redes sociais no início do ano mostrando a produção de blocos de cimento no distrito de Maria Quitéria em Feira de Santana, tem chamado a atenção da população. O motivo de toda repercussão, foi causada pelo pedreiro Edvaldo Santos, de 27 anos, conhecido como "Topete Rasta". Ele criou uma máquina que constrói quatro blocos de cimento em menos de um minuto.

A máquina foi o primeiro trabalho desenvolvido pelo pedreiro, depois de ter montado uma bicicleta no formato "motoqueiro fantasma". Em entrevista ao Acorda Cidade, Topete Rasta informou que trabalhou desde cedo e sempre passou por dificuldades. Por este motivo, o pedreiro pensando em um futuro melhor, decidiu virar autônomo, produzindo o próprio material.

"Eu terminei essa máquina por agora, foi minha primeira criação, mas fiz uma bicicleta colocando mola na frente e atrás como uma imitação do motoqueiro fantasma, mas pretendo fazer uma moto, um carro e caso algum empresário tiver o interesse, pode vim que faço. Eu trabalho desde os meus 13 anos de idade, trabalhei em caminhão de blocos e tive uma vida muito difícil, ficava me questionando o que seria do meu amanhã? Então foi quando tive essa ideia de fazer essa máquina e trabalhar para mim mesmo, pretendo fazer mais, mas no momento as condições estão difíceis", explicou.

Utilizando chapas de metalon e um pequeno motor, Topete Rasta constrói quatro blocos de cimento em menos de um minuto. De acordo com ele, uma máquina desse nível no mercado pode custar até R$ 7 mil reais.

"Eu usei algumas chapas de metalon, barras de ferro e no caso da energia, um pequeno motor de encher compressor. Essa máquina no comércio, pode achar de R$ 7 mil, mas a depender da pessoa, posso vender por R$ 6 mil. Eu utilizei ela para construir minha casa, trabalhando pela manhã e pela noite. Tinha dia que batia até 30 blocos", comentou.

Topete Rasta explicou que não teve a oportunidade de continuar com os estudos por conta das responsabilidades dentro de casa, mas mostrou que ter força de vontade para buscar uma mudança de vida, está ao alcance de todos.

"Minha mãe morreu quando eu tinha 3 anos de idade e a situação foi ficando difícil. Meu pai não cuidou de mim, eu vivia na casa da minha avó e naquele tempo tudo era difícil. Eu estudava à tarde, porque tinha que capinar o terreno pela manhã e se não fizesse aquela atividade, dormia do lado de fora. Então logo depois eu comecei a trabalhar e larguei os estudos", disse ao Acorda Cidade.

 


Avião

Com a bicicleta e uma máquina de blocos de cimento, Topete Rasta quer ir além. Ele contou que pretende construir um avião e mesmo sendo questionado por outras pessoas, a motivação ainda continua.

"Eu pretendo fazer um avião e muitos falam, 'para quê esse avião?', mas é para mostrar que todo mundo tem capacidade de fazer o que quiser. Nós sabemos quem fez o avião, quem criou o carro, tem muita marca de carro inclusive, não é só uma, então eu também posso fazer. Caso algum empresário tenha interesse na construção, o dinheiro que eu receber, montarei uma ONG para ensinar as crianças, porque mesmo não sabendo ler, nem escrever, todos podem ver minha capacidade. Eu montei minha casa em formato de castelo, e digo que nem Elias Lúcio, 'a mente da gente e como uma folha de papel em branco', então a minha folha é branca e a cada dia vou aprendendo, vou pegando as informações ali, aqui e quando um profissional me diz algo, eu vou aprendendo, coloco na mente e vou juntando", destacou.

Segundo Topete Rasta, a ONG construída tem como objetivo levar mais conhecimento para as crianças.

"Nilton Rasta me disse que daria um ajuda, tem também Gilson da Franja que ensina aqui no Cras de Maria Quitéria em São José e todas as crianças precisam de um lar, eu sei que é difícil, mas do jeito que está aí, tem muitas coisas que as autoridades nem ligam. Entra prefeito, sai prefeito e só liga para os empresários e na verdade, o futuro, são as crianças", finalizou.

Para utilizar os serviços do pedreiro Edvaldo Santos, conhecido como "Topete Rasta", pode entrar em contato através do (75) 99877-3303.

 

Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

 

Web Interativa - O portal de notícias da Bahia