Web Interativa - O portal de notícias da Bahia

Bônus de Inclusão R$ 600 – Governo vai dar auxílio para quem não trabalha e estuda

Com a progressão da pandemia de Covid-19, muitas pessoas perderam o emprego e uma quantidade considerável parou de estudar. Hoje em dia, o grupo de pessoas chamado de “nem-nem”, formado principalmente por jovens, engloba milhões de cidadãos no Brasil inteiro.

Visando atingir esse grupo de pessoas e promover uma maior inclusão de jovens no mercado de trabalho, a equipe econômica do Governo Federal pretende criar um benefício em parceria com empresas privadas. Explicamos abaixo tudo que você precisa saber sobre o vindouro programa!

Bônus de Inclusão – O que é?

Segundo uma entrevista recente do Ministro da Economia, Paulo Guedes, uma das novidades que o Governo Federal pretende apresentar em 2021 é um programa de qualificação profissional com o objetivo de fomentar a inclusão de jovens e trabalhadores informais no mercado de trabalho formal.

Para incentivar essa inclusão, a ideia é divulgar o programa por meio de bolsas de treinamento. Ou seja, o programa será uma junção dos esforços da administração federal e da iniciativa de empresas parceiras.

Os valores do Bônus de Inclusão

Segundo Guedes, o novo programa prevê o pagamento de R$ 600 por mês para jovens e trabalhadores informais que receberão treinamentos de empresas. R$ 300 serão pagos pelo Governo Federal por meio do Bônus de Inclusão Produtiva (BIP).

Os outros R$ 300 serão custeados pela própria empresa através do Bônus de Incentivo à Qualificação (BIQ). Com a medida, serão beneficiados tanto os trabalhadores informais e jovens quanto as empresas, que terão maior importância social e receberão outros incentivos.

As empresas participantes

Até o momento, o Governo Federal não divulgou uma lista de empresas que desejam participar do programa Bônus de Inclusão. Paulo Guedes, no entanto, garantiu que grandes companhias como o McDonald’s já manifestaram interesse na iniciativa do BIQ.

A expectativa é que o programa contemple cerca de 2 milhões de trabalhadores em poucos meses, oferecendo contratos de qualificação profissional de 1 ano de duração. Com a iniciativa, os jovens terão a oportunidade de aprender uma profissão e entrar no mercado de trabalho formal.

“É o treinamento no mercado de trabalho, no próprio emprego. Você será treinado para desempenhar um papel que depois será o seu durante o emprego”, afirmou o Ministro da Economia durante uma apresentação do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Quando será lançado o programa Bônus de Inclusão?

Perguntado sobre a previsão de lançamento do programa Bônus de Inclusão do mercado de trabalho, Paulo Guedes afirmou que a iniciativa será lançada “muito brevemente”, e que só não foi anunciada oficialmente porque o governo ainda está ajustando as finanças do programa.

“Temos os recursos para começar esse ano. Mas, ao invés de lançarmos um contrato de seis meses, estamos tentando arrumar já uma fonte para o próximo ano, para poder ser um contrato de pelo menos um ano”, comentou o Ministro da Economia.

Mais detalhes sobre o programa Bônus de Inclusão, como a lista de empresas participantes, o perfil dos inscritos e um possível link de cadastro devem ser divulgados pela equipe econômica do governo nos próximos meses.

Pronatec

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

 

Web Interativa - O portal de notícias da Bahia