Web Interativa - O portal de notícias da Bahia

Pazuello culpa Secretaria de Saúde e fornecedora por crise de oxigênio no AM


A CPI da Covid, com depoimento do ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, foi retomada nesta quinta-feira (20). Nesta quarta (19), a sessão havia sido interrompida com expectativa de retorno no mesmo dia. Mas o presidente da Comissão, Omar Aziz (PSD-AM), decidiu não retomar devido ao número de senadores inscritos para perguntas.

Ao ser questionado sobre a crise de oxigênio em Manaus-AM, Pazuello disse que a responsabilidade é da fornecedora White Martins e da Secretaria de Saúde do estado, que não se preocupou em monitorar o oxigênio.

"A White Martins, grande fornecedora, já vinha consumindo sua reserva estratégica e não fez essa posição de uma forma clara desde inicio. Começa aí a primeira posição de responsabilidade", afirmou o ex-ministro.

Pazuello também destacou que faltou acompanhamento da Secretaria de Saúde. "Se tivesse acompanhado de perto, teria descoberto que estava sendo consumido uma reserva estratégica. Vejo aí duas responsabilidades muito claras", finalizou.


CPI DA PANDEMIA

Eduardo Pazuello é a oitava pessoa a depor na CPI da Pandemia. Antes dele, os senadores colheram depoimentos dos ex-ministros da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich, do atual ministro Marcelo Queiroga, do diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, do gerente-geral da Pfizer na América Latina, Carlos Murillo, do ex-secretário especial de Comunicação do governo, Fábio Wajngarten, e do ex-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.


Redação: Bahia Notícias

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

 

Web Interativa - O portal de notícias da Bahia