Web Interativa - O portal de notícias da Bahia

Ponto Novo: APLB-Sindicato se reúne com prefeito e Secretária de Educação para discutir e apresentar demandas da entidade

Nesta quinta-feira (06), na sede da Prefeitura Municipal de Ponto Novo em uma reunião com a diretoria da APLB-Sindicato núcleo de Ponto Novo contou com a presença da coordenadora Cátia Sirleide e da tesoureira Gleide de Souza Galvão e também a Secretária de Educação, Joelma de Oliveira. 

Durante a reunião todos os requisitos foram mostrados, entre eles estavam reajuste para professores, desvios de função, desdobramentos  precatórios do FUNDEF, profissionais que tem muito tempo na educação e não são concursados, auxílio-alimentação, apoiar os 15%, gratificação de estudo e aperfeiçoar a partir de 36 horas, 10% de gratificação por atuar em sala multiseriadas, 10% de regência de classe para todos os professores  mesmo com permuta contrato enquadramento, retorno à secretaria de origem de concurso para todos, cronograma de licença-prêmio para 2021 e o Novo FUNDEB 70% entre outros assuntos. 

A coordenadora, Cátia Sirleide explicou que com veto do presidente Jair Bolsonaro ainda não foi feito o aumento do salário dos professores neste ano de 2021, mas que isso não impede de se ter reajuste já que se tem um déficit em relação a outros anos que não aconteceram no município, o prefeito Dr. Thiago Gilleno pediu para ver a situação com jurídico e a possibilidade de ser favorável a conceder o reajuste. 

Em relação a situação das secretarias que estava até o momento sem o salário mínimo, prefeito explicou que já autorizou a regularização dessa situação e ao setor pessoal,  Cátia Sirleide solicitou para ele reaver situação funcional dos serrvidores e suas secretarias de concurso, o gestor afirmou que iria enviar um ofício para Secretária de Educação para acompanhar a situação e como resolver, em relação a permuta essa situação juntamente com o jurídico sobre enquadramento a necessidade, para se dar continuidade ao processo de em qual o precatório do FUNDEB. 

De acordo com o prefeito, o advogado informou que pode haver divergência sobre os valores, mas já se encontra em finalização essa situação, mas ainda não se tem a data de quando se terá uma resposta, a coordenadora da APLB de Ponto Novo falou também sobre a questão dos profissionais que trabalham há muitos anos, o prefeito salientou que juridicamente eles não estão asseguradas a continuidade de serviço para trabalhar em contratos de início e fim a cada ano. 

Em relação auxílio alimentação para os funcionários de apoio nesse momento não seria viável mais a situação será revista com jurídico, em relação a gratificação para os professores profissionais que estudam e se capacitam o prefeito disse que acontecerá normalmente e eles irão receber caso isso aconteça. 

Entre esses outros assuntos a coordenadora da APLB de Ponto Novo, explicou o funcionamento da entidade no município entre outros assuntos.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

 

Web Interativa - O portal de notícias da Bahia