Web Interativa - O portal de notícias da Bahia

Em Ponto Novo, Pindobaçu, Filadélfia, Sr. do Bonfim e região: Levantamento aponta risco para infestação do Aedes Aegypti

O resultado geral do que seria o 2º Levantamento do Índice Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa), realizado em 2021, apontou índice de 10,3%, considerado alto risco de infestação, em Senhor do Bonfim na região Norte do Estado da Bahia.

Os dados foram encaminhados pelo Núcleo Regional de Saúde, 28° DIRES, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Saúde (SESAB), ao Ministério da Saúde para o levantamento do LIRAa nacional.

Dos 09 municípios que compõe a região, três apresentaram resultado abaixo de 1%, considerado baixo índice de infestação, quatro ficaram no patamar de médio risco, até 3,9%, e apenas dois apresentaram índice considerados de alto risco, acima de 3,9%. São eles: Senhor do Bonfim (10,3%), Pindobaçu (7,5%).

Os municípios considerados de médio risco, foram: Ponto Novo (3,2%), Jaguarari (2,6%), Itiúba (2,1%), Filadélfia (2,1%).

Considerados com baixo risco de infestação:

Andorinha (1,0%), Campo Formos (0,2%) e Antônio Gonçalves (0,0%).

Importante informar que a forma de prevenção de combate ao Aedes aegypti é não acumular água parada.

O ciclo de evolução do mosquito transmissor é de sete dias, portanto, orientamos que a população colabore e faça a sua parte evitando possíveis criadouros nos quintas ou terrenos expostos a chuva.

Ressaltamos que 90% dos focos encontrados no trabalho semanal de verificação realizado pelos nossos agentes, esses depósitos, estão exatamente no ambiente doméstico e em nossos locais de trabalho.

Combater o Mosquito Aedes aegypti é dever de todos, colabore e faça a sua parte!

Por: Marlon Reis

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

 

Web Interativa - O portal de notícias da Bahia