Web Interativa - O portal de notícias da Bahia

Brasil vence o Chile e se garante na semifinal da Copa América

Paquetá e Neymar comemoram o único gol do Brasil (Lucas Figueiredo/ CBF)

O Brasil segue firme em busca do bicampeonato da Copa América. Nesta sexta-feira (2), diante do Chile, no estádio Engenhão, o time venceu por 1x0, gol marcado pelo meia Lucas Paquetá, e garantiu vaga na semifinal do torneio. Na próxima fase, a equipe canarinho vai encarar o Peru, que eliminou o Paraguai. Após empate em 3x3 nos 90 minutos, os peruanos levaram a melhor nos pênaltis e venceram por 4x3. O duelo da semi será segunda-feira (5), às 20h, novamente no Engenhão.   

No retrospecto entre Brasil e Chile, a superioridade é verde e amarela. Foram 72 duelos disputados até o novo encontro: o Brasil venceu 50, empatou 14 e perdeu apenas oito, com 164 gols marcados e 61 sofridos.

Quando a bola rolou, o Brasil não quis perder tempo e tentou colocar essa vantagem histórica em prática. O técnico Tite ousou e escalou o time com quatro atacantes: Gabriel Jesus, Firmino, Neymar e Richarlison. 

Nos 20 minutos iniciais, foram duas boas oportunidades, uma pra cada lado. Primeiro, o Chile assustou com Vargas, que saiu livre no ataque e tentou encobrir o goleiro Ederson. A bola passou por cima. A resposta brasileira veio com Firmino. Após boa jogada de Neymar, o atacante tentou finalizar, só que bateu de canela e desperdiçou. 

Antes do intervalo, mais duas chances claras, dessa vez só para o Brasil. Jesus construiu boa jogada pela direita e cruzou para Neymar, que deu um leve toque e foi parado pela defesa. Aos 42, o camisa 10 retribuiu e deu passe perfeito para Jesus, que cortou pra esquerda e bateu forte. Bravo espalmou. O primeiro tempo ficou mesmo no 0x0.

Gol relâmpago

Após a chuveirada, Tite resolveu colocar Lucas Paquetá no lugar de Firmino. Ele só não imaginava que a mudança daria resultado tão rápido. Logo no primeiro minuto do 2º tempo, ele tabelou com Neymar na entrada da área, ajeitou o corpo e bateu forte na saída do goleiro para abrir o placar. 

O gol relâmpago foi ofuscado dois minutos depois. Gabriel Jesus levantou muito o pé e deu uma solada no rosto do lateral Mena, em lance bobo no meio do campo. Não deu outra: cartão vermelho direto.  

A tendência, a partir dali, era o Chile tentar pressionar. Os rivais chegaram a balançar a rede com Vargas, mas o atacante estava em posição de impedimento. Aos 23, o travessão de Ederson balançou após bom cabeceio de Brereton. 

Apesar da menor posse de bola, o Brasil conseguiu segurar bem o ímpeto chileno. O sufoco veio, mas a defesa, bem postada, evitou o empate e garantiu a classificação. 

Ficha técnica: Brasil 1x0 Chile - Copa América 2021

Brasil: Ederson, Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Renan Lodi (Éder Militão); Casemiro e Fred; Gabriel Jesus, Roberto Firmino (Lucas Paquetá), Neymar e Richarlison (Everton Cebolinha) Técnico: Tite 

Chile: Bravo, Isla, Medel, Sierralta, Vegas (Palacios) e Mena; Pulgar (Meneses), Aranguíz (Valencia) e Vidal; Sánchez (Brereton) e Vargas Técnico: Martín Lasarte

Estádio: Engenhão, no Rio de Janeiro

Gol: Lucas Paquetá, a 1 minuto do 2º tempo

Cartão amarelo: Ederson (Brasil); Sierralta, Palacios e Vidal (Chile)

Cartão vermelho: Gabriel Jesus (Brasil)

Arbitragem: Patricio Loustau, auxiliado por Ezequiel Brailovsky e Gabriel Chade (trio da Argentina)

O Correio 24h

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

 

Web Interativa - O portal de notícias da Bahia