Web Interativa - O portal de notícias da Bahia

Ex-prefeito de Senhor do Bonfim sofre representação no MP-BA

Os conselheiros e auditores da 2ª Câmara do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM-BA) acataram denúncia formulada contra o ex-prefeito de Senhor do Bonfim, Carlos Brasileiro (PT), em razão da ausência de publicação das medidas adotadas pela prefeitura no enfrentamento da Covid-19. 

De acordo com o órgão, a irregularidade foi praticada no exercício de 2020. 

Nesta quarta-feira (7), o conselheiro Fernando Vita, relator do parecer, determinou a formulação de representação ao Ministério Público da Bahia (MP-BA) contra o gestor, para que seja apurada a prática de ato de improbidade administrativa. O ex-prefeito ainda foi multado em R$ 2 mil.

A denúncia, que foi formulada pelo então vereador Laércio Muniz de Azevedo Júnior, aponta que a Prefeitura de Senhor do Bonfim criou um link específico no Portal da Transparência direcionado ao Covid-19, todavia, as informações ali publicadas, segundo o denunciante, eram “totalmente insuficientes”.

Em consulta ao referido portal em maio de 2021, a relatoria não obteve acesso às informações dos processos de pagamento, bem como os de comprovantes de liquidação das despesas e às notas fiscais das compras realizadas durante o exercício de 2020 - apenas sendo disponibilizadas informações sobre os processos licitatórios. 

Para o conselheiro Fernando Vita, restou comprovado o descumprimento aos ditames fixados na Lei nº 13.979/2020 e na Lei Estadual 14.257/2020, que impõem o dever de divulgação, em observância à transparência, de todas as contratações e requisições autorizadas por essas leis. 

O Ministério Público de Contas, por meio de manifestação da procuradora Camila Vasquez, opinou pela procedência da denúncia. Cabe recurso da decisão.

Bahia Noticias

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

 

Web Interativa - O portal de notícias da Bahia