Web Interativa - O portal de notícias da Bahia

Startup de transporte chega à Bahia oferecendo viagens de graça

 

Foto: Divulgação


Para ter acesso à viagem de graça, basta acessar o site www.buser.com.br, pelo computador, celular ou aplicativo, e procurar os trechos, Ao preencher, o valor da corrida aparecerá já zerado.

 

Vale ressaltar, ainda, que as viagens da Buser custam, em média, 60% do valor da concorrência, chegando a custar até a metade do preço cobrado por empresas regulares. O trajeto entre Salvador (BA) e Aracaju (SE), por exemplo, sai por R$ 39,90 na plataforma, contra R$ 60 nas viações tradicionais.

 

O diretor de Operações da Buser, Thiago Zanetti, destaca a explosão que o turismo interno doméstico deve ter nos próximos meses. “Muitos brasileiros vão optar por fazer viagens dentro do Brasil. Temos certeza de que a Bahia será muito importante para a retomada do setor turístico em 2021”, afirma o executivo.

 

“Salvador sempre foi um dos destinos mais procurados pelos turistas, e tem todas as condições para ter o protagonismo nesta retomada, já que conta com belezas naturais e uma série de atrações, como o Centro Histórico, a Igreja Nosso Senhor do Bonfim e o Memorial Irmã Dulce”, completa.

 

Além das rotas internas na Bahia, a Buser também terá viagens conectando Salvador e outras cidades baianas a Brasília, São Paulo (SP, Montes Claros (MG), Goiânia (GO) e Formosa (GO). As saídas serão diárias, a partir de pontos de embarque e desembarque estruturados para a operação, fora das rodoviárias.

 

Menos “pinga-pinga” e mais segurança

Um dos diferenciais da Buser será a oferta de rotas mais expressas do que a concorrência costuma oferecer na região. Na prática, isso quer dizer que as viagens terão menos “pinga-pinga”. Nas grandes viações com frota própria que operam no Nordeste, a média é de  nove paradas por viagem, chegando, em alguns casos, a 14 paradas. Na Buser, essa média cairá para menos de três paradas por viagem, chegando a conectar até cinco cidades no máximo, em algumas rotas.

 

Outro destaque da plataforma é o uso da tecnologia para ajudar a tornar as viagens de ônibus mais seguras. Todos os ônibus parceiros da Buser contarão com o sistema de telemetria, ferramenta que permite o controle da velocidade em tempo real. Caso o motorista ultrapasse 90 km/h, é ativado um aviso sonoro no veículo para alertá-lo, e a Buser aplica uma multa à empresa dona do ônibus.

 

A telemetria ajuda a evitar acidentes e a identificar alguma falha mecânica na viagem, exemplo: se o veículo quebrou, se chegou ou se saiu com atraso. A plataforma também está instalando nos veículos câmera com sensor de fadiga, um equipamento que usa tecnologia de ponta no segmento de viagens de ônibus, capaz de detectar níveis de cansaço e desatenção dos motoristas.

 

Como funciona?

A Buser nasceu em 2017 como uma plataforma digital que promove o fretamento colaborativo de ônibus. Na prática, ela junta um grupo de pessoas que divide o valor do fretamento de uma viagem, o que barateia os preços aos passageiros. É a startup quem promove essa conexão, se aliando a empresas pequenas e médias de ônibus, que dispõem de todas as licenças necessárias e fazem o recolhimento de tributos em dia, o que gera importante receita aos cofres públicos. Todos os veículos são regularizados, novos e modernos.

 

Para o usuário, a experiência é bem parecida com o de um site de compra de passagens, mas ao invés de adquirir o bilhete, o passageiro faz a reserva e aguarda a confirmação da viagem. Tudo é feito pelo aplicativo ou site da Buser. No momento da reserva aparecem todos os detalhes referentes ao embarque, que acontecem em pontos mantidos pela plataforma fora das rodoviárias.

 

“Trata-se de um modelo ainda novo no país, que de fato está revolucionando o mercado de viagens rodoviárias, tanto pela questão do preço quanto pela experiência que proporcionamos. Nosso objetivo é unicamente beneficiar a população, tornando o transporte mais acessível. Por isso, agradecemos os parceiros que estão entrando conosco nessa missão”, afirma Vasconcellos.

 

Correio

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

 

Web Interativa - O portal de notícias da Bahia