Web Interativa - O portal de notícias da Bahia

Ponto Novo: Gestão dos investimentos realizados pelo Governo do Estado no Perímetro Irrigado é discutida em capacitação

A gestão dos investimentos do Governo do Estado no Perímetro Irrigado de Ponto Novo foi discutida em capacitação, realizada em Salvador, entre os dias 27 e 29 de setembro, em formato híbrido. Além da apresentação do projeto de irrigação e a sua operação técnica, as etapas dos processos licitatórios e a gestão cotidiana do convênio foram abordadas. Serão investidos mais de 10 milhões, por meio do projeto Pró-Semiárido, para implantação de área com 120 hectares de agricultura irrigada.

A atividade reuniu dirigentes da Cooperativa Mista de Produção e Comercialização Camponesa (CPC), entidade responsável pela gestão dos recursos e execução do convênio, do Movimento de Pequenos Agricultores (MPA) e do Movimento Sem Terra (MST), movimentos representantes das famílias apoiadas pelo projeto. Por meio de plataforma virtual, os(as) demais agricultores(as) acompanharam as discussões de forma remota e também puderam fazer perguntas, comentários e sugestões.

O convênio foi firmado entre a CPC e a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e executora do projeto Pró-Semiárido.  “Quero desejar boa sorte à comissão que estará à frente da gestão deste que é, atualmente, o maior projeto que a CAR vai implantar em volume de investimento nesses últimos anos. Responsabilidade da nossa equipe e de vocês que estarão na ponta realizando as licitações e contratações. Por isso, essa capacitação foi pensada para que tudo seja conduzido na mais perfeita transparência, em obediência a todas as normas de controle”, pontuou o diretor-presidente da CAR, Wilson Dias.

O coordenador geral do Pró-Semiárido, Cesar Maynart, falou da importância da capacitação para preparar os envolvidos na execução do projeto, considerando a sua complexidade e o volume de investimento a ser aportado. “Nós fizemos uma capacitação robusta e aprofundada. Percorremos todos os elementos técnicos, explicando cada etapa da implantação do projeto. Discutimos todo sistema de gestão a ser utilizado, e que requer práticas modernas e profissionais com um grau de segurança muito grande do ponto de vista da aplicação dos recursos. Terminamos esse evento com a total consciência da escala, do tamanho e da relevância que esse projeto tem para as famílias beneficiadas e para toda aquela região do entorno do perímetro irrigado de Ponto Novo”, assinalou.


Após apresentação do projeto técnico de implantação da área irrigada, pelo engenheiro Eduardo Tourinho (Engeprol), as etapas que compõem os processos licitatórios, com base nos regramentos do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA – cofinanciador do Pró-Semiárido, foram explicadas pela assessora de aquisições Graziela Mota: “Eles estão iniciando a gestão de um convênio importante, de mais de 10 milhões de reais, e a necessidade de formação continuada é extremamente importante para que todos os envolvidos e principalmente a diretoria da Cooperativa tenham consciência do que eles irão executar e como deverão executar o convênio”.

Gestão do Convênio e Liberação de recursos - No último dia da capacitação, a assessora financeira do Pró-Semiárido, Samira Aguiar, detalhou os procedimentos, regras e instruções para liberação de recursos, realização dos pagamentos e da prestação de contas. Os papéis e responsabilidades de cada membro da equipe de gestão também foram tratados. “Temos certeza que a direção da Cooperativa sai daqui muito mais segura para realizar a gestão financeira do convênio”, apontou Samira.

Para Leomárcio Araújo, membro da direção estadual do MPA, a capacitação será um alicerce para a execução do convênio: “Nós tivemos a oportunidade de conhecer e aprofundar detalhes do projeto, o que demonstrou o nível de responsabilidade e transparência por parte da CAR/Pró-Semiárido no processo, além de ter possibilitado o diálogo entre aqueles que estarão responsáveis pela gestão e as famílias assentadas do MST e MPA”. A dirigente do MST, Katia Simone, complementou: “Foi muito importante estar aqui, para que fossem esclarecidas nossas dúvidas e explicado cada ponto. Foi muito gratificante”.

ASCOM-SDR

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

 

Web Interativa - O portal de notícias da Bahia