Web Interativa - O portal de notícias da Bahia

Micareta de Feira de Santana pode acontecer no segundo semestre de 2022

 

Foto: Reprodução

A realização da Micareta de Feira está sendo discutida em diversas reuniões com representantes de segmentos ligados à festa. Uma dessas reuniões ocorreu na noite desta quarta-feira (10), na sede da Associação Comercial (Acefs).

 

De acordo com o secretário municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Jairo Carneiro Filho, ainda não há definições sobre datas, mas setembro é um dos meses mais bem avaliados pelos segmentos ouvidos com relação à realização da festa.

 

“A sociedade civil como um todo - nestas reuniões que nós estamos tendo, e vamos ter mais, porque existem ainda diversos grupos que não ouvimos ainda - mas a tendência que a gente está ouvindo nestas reuniões e que está sendo praticamente de forma unânime, principalmente devido a este momento instável que estamos vivendo, é para que aconteça no segundo semestre de 2022. Fala-se muito no mês de setembro e, mas o que sempre digo é que estamos levantando ainda, é um debate aberto, amplo, porém ainda sem definições. Estamos fazendo este levantamento de forma bem ampla para que a gente leve ao prefeito Colbert Martins para que sejam analisados todos os pontos para tomar uma decisão, que não é uma decisão fácil”, informou.

 

 A reunião desta quarta teve a participação do presidente da Acefs, Genildo Melo, representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), da imprensa, pessoas ligadas a camarotes e outros segmentos que também participam diretamente da Micareta.

 

“Nós estamos marcando reuniões para que a gente possa cada vez mais abrir esse diálogo com a sociedade civil, tendo sugestões e opiniões, para que assim possamos estar avaliando o ano de 2022, porque ainda vivemos esse momento de pandemia, mas não podemos ficar parados. Ainda estamos fazendo esse planejamento, este levantamento, para que assim que tivermos a liberação destes grandes eventos nós possamos estar preparados para fazer a grande Micareta de Feira de Santana”, afirmou Jairo Filho ao Acorda Cidade.

 

Quanto à influência da possível realização do Carnaval na decisão de realizar a Micareta de Feira, o secretário recordou que após o Carnaval de 2020 houve o aumento de casos no Brasil, e a Micareta  daquele ano foi cancelada.

 

“Vivemos uma instabilidade da pandemia em todo o mundo. Nós acompanhamos situações na Ásia, na Europa, e foi exatamente o modelo que aconteceu lá atrás, quando estávamos próximo a um Carnaval e de repente o Carnaval aconteceu, e nós tivemos essa explosão da pandemia no nosso país, no nosso estado. Vivemos em um momento em que encontramos municípios no estado da Bahia que estão liberando até o uso de máscaras, mas eu acho que precisamos entender que a pandemia está presente. O prefeito Colbert Martins, desde o início, até a frente do controle da pandemia no município fazendo com que Feira de Santana se tornasse um município exemplo neste combate. Entendo que este diálogo que estamos tendo com todos os segmentos é o caminho certo que o poder público municipal de Feira de Santana está seguindo, abrindo este diálogo para que nesta retomada, vencendo essa pandemia, possamos realizar essa grande festa e em segurança”, declarou.

 

Segundo ele, além de sugestões de datas, outros pontos que estão sendo debatidos, dentre muitos, estão o da valorização de grupos afros e de reggae, e o percurso da festa para que o público tenha mais atenção dos artistas. Sobre mudança de local, não houve debates.

 

Fonte: Acorda Cidade

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

 

Web Interativa - O portal de notícias da Bahia