Web Interativa - O portal de notícias da Bahia

Pais terão que entregar declaração para vacinação de crianças; veja modelo

 

Foto: Reprodução

A vacinação infantil contra covid-19 deve começar nessa sexta-feira (14) em Salvador, para crianças com deficiência atendidas por organizações sociais. No sábado, já deve ser expandida para todas as crianças de 11 anos. Para se vacinar, a criança vai precisar que o pai ou responsável entregue um documento preenchido de punho próprio e assinado concordando com a imunização.

 

O documento não é exigido para outras vacinas infantis e o prefeito Bruno Reis lamentou que possa causar atrasos no processo de imunização, mas destacou que é uma orientação do Ministério da Saúde.

 

"Foi uma orientação do ministério. Essa orientação está disponível quando se faz o recadastramento e pode ser preenchida de próprio punho. Infelizmente é uma exigência a mais que acaba impactando nas filas", disse.

 

Para acelerar o processo, a autorização pode ser levada já preenchida e basta somente um responsável legal assinar. "É uma exigência que vamos cumprir, mas nosso objetivo é facilitar. Caso a criança vá com algum parente é importante levar essa declaração que pode ser do (próprio) punho do pai (ou responsável). Há declarações disponíveis nas nossas redes, a pessoa pode imprimir e só assinar", diz.

 

Vacinação infantil

Salvador tem 149.214 crianças cadastradas na faixa autorizada. O imunizante que será usado na vacinação será o da Pfizer, em uma dose com 0,2 ml e composição específica para esse grupo etário. Não será administrada a vacina contra covid junto com outros imunizantes do calendário infantil. A recomendação, por precaução, é fazer intervalo de 15 dias.

 

O horário previsto para a vacinação é das 8h às 18h, em mais de 65 pontos espalhados pela cidade. Para se vacinar, a criança precisará ter o nome no site da Secretaria da Saúde e uma declaração de pais ou responsáveis autorizando. Será preciso levar a declaração, originais e cópias do cartão de vacina, e documento de identificação da criança a ser vacinada e do pai ou mãe que fez a declaração. O modelo da declaração vai ficar disponível nos postos para ser preenchido e também no site da SMS, caso o responsável prefira imprimir em casa.

 

Além de contar com profissionais treinados para o atendimento de crianças, a prefeitura planejou ações para tornar o momento mais lúdico para os pequenos. O tema da campanha será "Dia das Crianças é Dia da Vacina". Estão previstas participações do Le Cirque, atrações do Programa Ruas de Lazer e Anderson Martins DJ.

 

"Nossa meta para o Dia da Criança é imunizar pelo menos 60 mil crianças", diz a sanitarista e integrante do Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública da SMS, Ana Paula Pitanga.

 

Cadastro SUS

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Salvador informou neste sábado (8) que os pais devem fazer o recadastramento do SUS de crianças de 5 a 11 anos de idade, público que poderá ser vacinado contra a covid-19. É possível fazer a atualização através do site ou presencialmente, em uma das 155 unidades básicas da rede municipal, de segunda a sexta, a partir das 8h.

 

Quem já fez o recadastramento vai entrar automaticamente na lista de habilitados para vacinação. No caso das crianças que não têm cartão SUS de Salvador ou estão com cadastro em outra cidade, os pais ou responsáveis devem procurar uma unidade da Prefeitura-Bairro para conseguir o documento ou fazer a transferência de domicílio. Para esse serviço, é preciso fazer agendamento pelo site do Hora Marcada.

 

A documentação exigida dos pais é a carteira de identidade, CPF, comprovante de residência e Cartão SUS. Para as crianças, é necessário apresentar certidão de nascimento e cartão SUS (se houver).

 

Fonte: Correio

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

 

Web Interativa - O portal de notícias da Bahia